Home / Disciplinas / Trago ou trazido?

Trago ou trazido?

E agora? Qual das duas formas é a correta? Para não contar com a sorte, é bom que você saiba utilizar essas duas palavras de maneira adequada e assim evitar tropeços linguísticos na modalidade oral e na modalidade escrita. Quer saber mais? Confira a dica de língua portuguesa que o site Escola Educação traz agora para você. Boa leitura e bons estudos!

Ambas, trago e trazido, são admitidas na língua portuguesa. O que você deve saber é que trago não deve substituir a forma nominal do particípio trazido. Veja:

Ele havia trazido flores para mim, mas seu gesto não me comoveu.
(Errado: Ele havia trago flores para mim, mas seu gesto não me comoveu.)

Eu tinha trazido meus livros, mas não sei onde os coloquei!
(Errado: Eu havia trago meus livros, mas não sei onde os coloquei!)

Eu tenho trazido minha filha todos os dias na escola.
(Errado: Eu tenho trago minha filha todos os dias na escola.)

Mas, por que não podemos usar o trago como uma forma do particípio do verbo trazer? Simples, pois o verbo trazer não é abundante, isto é, possui apenas a forma regular, que é trazido. A forma trago é a conjugação na 1ª pessoa do singular do presente do indicativo. Veja:

Verbo trazer – Presente do indicativo:

(Eu) trago
(Tu) trazes
(Ele) traz
(Nós) trazemos
(Vós) trazeis
(Eles) trazem

Exemplo:

Eu trago chocolates para você na hora do lanche.
Pode deixar que eu trago as crianças para a festa de aniversário.

Extra:

Confira alguns exemplos de verbos abundantes:

ENCHER – enchido, cheio
FIXAR – fixado, fixo
CORRIGIR – corrigido, correto
ACENDER – acendido, aceso
ACEITAR – aceitado, aceito
ELEGER – elegido, eleito
ENTREGAR – entregado, entregue
EXTINGUIR – extinguido, extinto
FRITAR – fritado, frito
EXPELIR – expelido, expulso
LIMPAR – limpado, limpo
MATAR – matado, morto