A inteligência artificial já é realidade na educação

No evento Bett Brasil 2022, a feira internacional de educação, foi apresentada uma tecnologia ligada à área da robótica.

A utilização da inteligência artificial conta com uma grande possibilidade de integrar as ferramentas educacionais no futuro. No evento Bett Brasil 2022, a feira internacional de educação, foi apresentada uma tecnologia ligada à área da robótica.

Leia também: Google mostra nova inteligência artificial para revolucionar as buscas na web

Através do uso de inúmeros recursos, como reconhecimento de voz e visão, esse conceito novo capacita os estudantes a executarem com maior eficiência as tarefas, segundo a diretora da Bett Brasil, Cláudia Valério, sobre a relevância do avanço da tecnologia na área educacional.

“No atual contexto da pandemia, vale destacar que nenhum setor funcionará como antes, principalmente a área da educação. A transformação e a imersão para o digital, com o uso das novas tecnologias, têm sido bastante oportunas. Nós tivemos de reaprender a aprender. Vimos os professores saírem do ensino tradicional e passando a dar aula em um novo formato, o virtual”, explica Valério.

A inteligência artificial no Brasil é uma nova realidade e, através de soluções práticas em todos os setores, incluindo a educação, deverá beneficiar toda a população, sobretudo alunos e professores.

“Com a pandemia de Covid-19 as escolas foram adaptando os métodos de ensino e aprendizagem, com a utilização cada vez mais frequente de plataformas e recursos digitais”, ressaltou Ademar Celedônio, diretor de ensino e inovações educacionais da plataforma educacional SAS.

Segundo o estudo realizado e publicado pela McKinsey, a utilização de tecnologias que já existem poderá ajudar os professores a aumentar de 20% a 40% o tempo dedicado à interação e suporte com os alunos. O CEO e fundador da International School Assistant (ISA), Ulisses Cardinot, destaca que a ferramenta da inteligência artificial não é tendência, mas sim uma realidade. “Estamos lidando com uma geração que já nasceu conectada, na era da internet”, pontua.

Devido aos novos tempos, uma assistente virtual, a R7, foi apresentada pela ISA. O CEO explica que a intenção do protótipo é tornar o trabalho dos professores mais eficiente para que os alunos aumentem sua aprendizagem nas aulas presenciais e remotas.

“Ter uma assistente virtual capaz de apoiar o educador dentro e fora da sala de aula e ainda tirar dúvidas pontuais dos estudantes a qualquer momento representa um avanço imenso para a educação brasileira”, comenta.

O protótipo ISA será desenvolvido durante o ano e irá passar por um processo de aprendizado denominado ‘learning machine’ que irá capacitar a assistente virtual a prestar o melhor auxílio do mercado.

“Hoje ela está aprendendo, mas logo irá ensinar os estudantes, auxiliando durante as atividades, idiomas e muito mais. Uma tecnologia de fato aplicada à nossa educação. Estamos falando da formação do futuro”, explica Jefferson Feitosa, o head de marketing da empresa.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More