Animais Brasileiros

O Brasil tem um grande número de animais que prosperam nos mais diversos biomas presentes no país.

0

As condições tropicais do Brasil permitem que inúmeros animais prosperem e transformem completamente o ambiente que engloba nossas terras. De lontras gigantes a uma variedade de sapos venenosos, esses animais coloridos vagueiam nas partes mais variadas do nosso território.

O Brasil é o lar de uma variedade surpreendente de espécies de flora e fauna, e a magia da evolução resultou em criaturas belas, fascinantes e, em alguns casos, assustadoras. Nós reunimos uma lista de alguns dos animais brasileiros que a habitam nosso país e que chamam a atenção pelas suas características peculiares.

1 Jaguarundi

Jaguarundi

O Jaguarundi é um gato selvagem de tamanho médio encontrado na Bacia Amazônica e tem como uma característica predominante a variação na cor de seus pelos, o que o torna único entre todos os gatos selvagens. Este animal vive em áreas da escova de planície e é uma espécie dos popularmente chamados ‘felinos do novo mundo’.

2 Candiru

Candiru

O peixe candiru, também conhecido como peixe-vampiro, é uma espécie de peixe-gato que é considerado um parasita de água doce. Os adultos podem crescer até 16 centímetros de comprimento e podem ser encontrados em toda a bacia amazônica.

Os Candirus são conhecidos por parasitar as brânquias de peixes maiores e se alimentam do sangue de suas presas. Existem até relatos de Candirus entrando na uretra de homens humanos.

3 Sapo de Vidro

Sapo de Vidro

Sapos de vidro são membros da família Centrolenidae. Embora geralmente de cor verde, o que os torna tão intrigantes é que seus órgãos internos são visíveis através da pele translúcida na parte inferior de seu corpo. Eles são pequenas criaturas que chagam a medir 3 centímetros de comprimento e são conhecidos por comer seus filhotes.

4 Lagarto Jesus Cristo

Lagarto Jesus Cristo

O lagarto Jesus Cristo, ou basilisco comum, tem a incrível capacidade de poder correr sobre a água, daí veio o seu apelido. Ao fugir de predadores, o lagarto abre seus dedos para revelar uma teia especial e, com força suficiente, consegue atravessar até 20 metros de superfície aquática. Eles são encontrados em todas as florestas tropicais da América Central e no Brasil, geralmente em locais de baixa altitude.

5 Tubarão-cabeça-chata

Tubarão-cabeça-chata

É um carcharhinidae bastante encontrado em águas quentes e rasas ao longo das costas e rios. O Tubarão-cabeça-chata é conhecido por sua natureza agressiva e presença em sistemas de águas doces e pode ser encontrado no Rio Amazonas, onde pode chegar até na região de Manaus.

6 Capivara

Capivara

A Capivara é um grande roedor semi-aquático que habita as regiões aquáticas da América Central e do Sul. Intimamente relacionado a outros roedores como chinchilas e porquinhos-da-índia, a Capivara é o maior roedor do mundo com peso de até 75 quilos e medindo quase 1,4 metros de comprimento.

Apesar de seu enorme tamanho , esses mamíferos se adaptaram bem à vida na água e têm uma série de características distintivas que auxiliam seu estilo de vida anfíbio, incluindo a pele com membranas entre os dedos, o que é particularmente útil ao nadar.

7 Pirarucu

Pirarucu

Dentro da bacia amazônica, o pirarucu é encontrado em vários tipos de habitat, como os lagos de várzea desta região, os grandes afluentes do rio Amazonas, incluindo o Rio Madeira e o Rio Machado. Grande parte da água que compõe o habitat do pirarucu também é deficiente em oxigênio, pois está localizada em áreas pantanosas da floresta tropical.

8 Enguia Elétrica

Enguia Elétrica

Enguias elétricas são encontradas nas águas brasileiras e são capazes de gerar um choque elétrico de 500 volts. O choque que a enguia elétrica produz é suficiente para matar qualquer mamífero de grande porte, inclusive os humanos.

Esse animal pode crescer até 2,5 metros e só precisam ir até a superfície a cada 10 minutos, devido ao complexo sistema circulatório das enguias. Enguias elétricas tendem a viver em leitos de águas calmas, comendo peixes e pequenos mamíferos.

9 Boto Cor-de-Rosa

Boto Cor-de-Rosa

O Boto Cor-de-Rosa é uma espécie de golfinho robusto com um focinho muito longo e facilmente distinguível. Os adultos têm entre 1,53 e 2,4 metros de comprimento, mas isso depende da subespécie em questão. O maior indivíduo registrado foi uma fêmea, pesando 98,5 quilos.

10 Piranha

Piranha

Muitos peixes diferentes são chamados de “piranha”, mas o número de espécies é uma questão de debate. A maioria das piranhas não tem mais de 60 centímetros de comprimento. Por exemplo, a piranha-de-barriga-vermelha cresce até cerca de 51 cm de comprimento, enquanto a piranha preta cresce cerca de 28 cm.

11 Aranha-golias-comedora-de-pássaros

Aranha-golias-comedora-de-pássaros

A aranha-golias-comedora-de-pássaros se alimenta de pássaros, é geralmente de cor escura a castanho claro e, como outras tarântulas, é coberta por uma grossa camada de pêlos, muito sensíveis a movimentos e vibrações. É considerada uma das maiores aranhas do mundo, além de ser a mais pesada.

12 Ariranha

Ariranha

A ariranha vive em rios de água doce, lagos e riachos. Ocasionalmente, elas são vistas em canais agrícolas e reservatórios de pequenas represas, embora prefiram margens de rios levemente inclinadas e áreas isoladas com vegetação saliente.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.