CadÚnico: Quem não atualizar os dados pode perder benefícios

Famílias que estão com cadastros desatualizados deverão fazer o recadastramento ainda esse ano. Confira os prazos!

Para o ano de 2022, o levantamento e revisão cadastral já começou e 8 milhões de beneficiários de projetos sociais do governo precisam atualizar suas informações no CadÚnico (Cadastro Único). As famílias notificadas devem revisar seus dados para evitar o cancelamento dos benefícios ou a exclusão da sua conta na plataforma. Por isso, veja agora como atualizar suas informações e estar em dia para continuar recebendo seu benefício!

Leia mais: Aprenda como fazer o pré-cadastro do CadÚnico pela Internet

Apenas as famílias com cadastros desatualizados — ou cuja última revisão foi realizada há cinco ou seis anos atrás (2016 ou 2017) — serão convidadas a revisar suas informações na plataforma.

Já os grupos que tiveram seus dados coletados em 2018 ou 2019 serão convocados nos próximos anos. A revisão dos programas será feita de forma escalonada devido ao surpreendente número de beneficiários que terão que se registrar novamente (atualizar dados).

Cadastro precisa estar sempre atualizado

Uma vez cadastrada no CadÚnico, a família deve atualizar os dados a cada período de dois anos. No entanto, em caso de alteração, como mudança de endereço residencial, a informação precisa ser alterada e atualizada.

Se esse for o caso, o próprio cidadão deve procurar o CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) ou acessar o aplicativo oficial para atualizar seus dados. Vale ressaltar que o governo realiza uma revisão cadastral anual e os registros podem ser removidos do sistema se as informações não forem atualizadas em até 4 anos.

Saiba se você precisa atualizar seu cadastro

Para saber quais domicílios estão sob o modo de averiguação e revisão cadastral, os beneficiários podem acessar a lista disponível no SigPBF (Sistema de Gestão do Programa Bolsa Família).

É importante ressaltar que para quem está no status de Averiguação, o prazo para recadastramento é julho. Os que estão sob Revisão terão até dezembro para passar pelo processo.

As famílias podem usar o aplicativo do CadÚnico para verificar se os dados estão atualizados. Além disso, os beneficiários do Auxílio Brasil, por exemplo, receberão uma mensagem por meio do extrato de pagamento e do aplicativo. Os que têm Tarifa Social podem receber notificações por meio de mensagem na conta de energia.

No caso de não haver alterações nas informações fornecidas na entrevista, a família pode atualizar seus dados confirmando-os no aplicativo CadÚnico. No entanto, se algum informe precisar ser alterado, é necessário visitar um escritório cadastral para uma nova entrevista de atualização cadastral.

Você sabe como se inscrever no CadÚnico?

O cadastro é realizado pessoalmente nos CRAS ou em locais especializados para o atendimento do Cadastro Único. Assim, o atendente realiza uma entrevista com o familiar responsável, que deve apresentar alguns documentos que comprovem sua condição.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More