Cólera – A falta saneamento básico e higiene pode matar

A cólera é uma doença que pode acometer quaquer pessoa se não houver um cuidado mínimo de higiene e de saneamento básico. Por isso, conheça um pouco mais sobre a doença para recorrer aos tratamentos e prevenções adequadas.

0

A cólera é uma doença assintomática, com manifestações leves e é transmitida de forma imperceptível. Apesar disso, a doença pode apresentar graves complicações e por isso deve se tomar cuidado.

O que é a cólera?

Essa é uma doença infecciosa que acomete o intestino delgado. Essa infecção acontece por causa da bactéria Vibrio cholerae, causando desde sintomas imperceptíveis até graves e complicados.

A bactéria faz com que as células que revestem o intestino comecem a produzir uma grande quantidade de fluidos que provocam vômitos e diarreias.

Formas de transmissão da cólera

A transmissão dessa doença acontece de forma fecal-oral. Isso acontece porque as bactérias presentes no intestino são eliminadas junto com as fezes e iniciam um novo processo de contaminação.

Isto é, a transmissão só acontece em decorrência das fezes contendo bactérias que acabam por contaminar a água e alguns alimentos. Assim, quando uma pessoa entra em contato com esses alimentos ou água afetada, ela é contaminada e desenvolve a doença.

Esses alimentos que sofrem contaminação são frutos de um processo na cadeia produtiva ou na manipulação que os colocam em contato com água infectada.

Além disso, outro tipo de contaminação é por meio da ingestão de mariscos, peixes e algas que viviam em um ambiente aquático já contaminado. Assim, através dessa ingestão a bactéria é transmitida para a pessoa.

Sintomas da cólera

Após o contágio, a bactéria fica em um período de incubação entre duas horas e cinco dias. Por isso, os sintomas podem aparecer em tempos diferentes, mas dentro desse período.

Além disso, os sintomas podem variar. O mais comum é apenas uma diarreia suave. Porém, em alguns casos a diarreia pode vir mais aquosa e com isso ocorre uma enorme perda de água. Consequentemente, pode acontecer uma desidratação intensa e risco de morte.

Outros sintomas são:

  • Dores abdominais;
  • Náuseas e vômitos;
  • Pressão arterial baixa;
  • Taquicardia;
  • Pouca produção de urina;
  • Hipotermia;
  • Câimbras;
  • Perda de peso;
  • Olhos turvos;
  • Desequilíbrio eletrolítico.

Além disso, podem ocorrer algumas complicações devido ao total estado de esgotamento do corpo. Essas complicações ocorrem pela intensa diarreia e vômito.

Somado a isso, a desidratação pode acarretar problemas muito sérios a todos os sistemas do organismo. Alguns exemplos dessas complicações pela falta de água no corpo são a deterioração progressiva da circulação, da função renal e do equilíbrio de água e sais minerais do corpo.

Prevenção

A cólera é uma doença suscetível a todas as pessoas, sendo que estas adquirem a imunização à doença quando já se foi infectado uma vez. Outro fator interessante é que as filhas de mulheres que já contraíram a doença também adquirem imunidade.

Além disso, existe uma vacina contra cólera que oferece proteção relativa e de curta duração.

Porém, o que evita o contágio são algumas prevenções, como:

  • Saneamento básico adequado;
  • Lavar sempre as mão com água limpa e sabão antes de entrar em contato com alimentos;
  • Lavar os alimentos bem lavados e com água limpa e protegê-los contra insetos e animais;
  • Evitar a ingestão de alimentos crus ou mal cozidos;
  • Não utilizar água de rios, riachos ou poços contaminados;
  • Não consumir alimentos de procedência duvidosa;
  • Manter limpo o local e utensílios de manuseio de alimentos.

Diagnóstico

O diagnóstico da cólera pode ser feito através da enumeração dos sintomas, que são inconfundíveis. Porém, o real diagnóstico deve ser feito através de um exame de fezes com o objetivo de detectar a bactéria nas amostras.

Os diagnósticos mais rápidos ajudam na contenção do avanço da doença, a diminuir as taxas de mortalidade e o controle de surtos e epidemias.

Tratamento

A medida mais importante no tratamento da cólera é a intensa reidratação, com soros caseiros, soluções reidratantes de supermercado ou farmacológicas.

Deve se procurar orientação médica para tomar as devidas precauções para o tratamento. Além disso, podem ser utilizados antibióticos, mas estes só devem ser usados sob prescrição médica.

Veja também: 6 Doenças Causadas pela Falta de Higiene

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.