Combinando 150 mil imagens, fotógrafo captura detalhes impressionantes do Sol

A imagem de 300 megapixels mostra como nossa estrela estava às 14h do dia 29 de novembro, do quintal do fotógrafo.

Um astrofotógrafo dos Estados Unidos, Andrew McCarthy, compartilhou uma nova série de fotos do sol intitulada “Fogo e Fusão”. Com mais de 26.000 curtidas no Instagram, as fotos capturam os fluxos de plasma subindo da superfície do Sol. Você pode comprar a impressão sem moldura da foto por US$ 50.

A imagem de 300 megapixels mostra como nossa estrela estava às 14h do dia 29 de novembro, do quintal do fotógrafo. Ele escreveu no Instagram que capturou cerca de 150.000 imagens usando um telescópio modificado.
A imagem composta mostra as “explosões cegantes de energia provenientes de áreas de elevada atividade magnética, empurrando e puxando a superfície solar e criando padrões fascinantes na atmosfera”.

A imagem se tornou viral enquanto astrofotógrafos amadores de todo o mundo ficaram surpresos com o nível de detalhes que ele capturou em seu quintal. A foto foi capaz de capturar manchas solares e regiões ativas chamadas redemoinhos ou loops coronais. De acordo com a NASA, loops coronais são encontrados ao redor de manchas solares e em regiões ativas.

No ano passado, a NASA divulgou as primeiras imagens do Solar Orbiter da ESA / NASA, que incluíam as fotos mais próximas já tiradas do sol. Solar Orbiter é uma colaboração internacional entre a Agência Espacial Europeia e a NASA e foi lançado em 9 de fevereiro de 2020.

Holly Gilbert, cientista do projeto da NASA para a missão, disse em um comunicado que as “imagens incríveis (do Solar Orbiter) ajudarão os cientistas a estudar as camadas atmosféricas do Sol, o que é importante para entender como ele impulsiona o clima espacial perto da Terra e em todo o sistema do planeta.”

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More