Comensalismo

O comensalismo é uma relação interespecífica harmônica.

0

As relações ecológicas pode ser interespecíficas (entre diferentes espécies) ou intraespecíficas (entre a mesma espécie). Podem ainda ser harmônicas, isto é, não causar prejuízos para nenhum indivíduo, ou desarmônicas, ou seja, aquelas que causam prejuízos para, pelo menos, um dos indivíduos.

Você pode baixar um mapa mental sobre todas as relações ecológicas e imprimir para estudar clicando aqui.

O que é comensalismo?

O que é comensalismo? O comensalismo é uma relação interespecífica harmônica, ou seja, uma associação entre espécies diferentes onde não há prejuízo para nenhuma delas.

Nessa associação, apenas uma espécie é beneficiada, sem que haja prejuízo para a outra espécie.

Comensalismo e inquilinismo

Quando o organismo comensal vive dentro do corpo do hospedeiro, sem causar prejuízos nem benefícios, dizemos que é uma relação de inquilinismo. Esse tipo de comensalismo é o caso das bactérias Escherichia coli que vivem no intestino grosso dos humanos.

Exemplos de comensalismo

  • Tubarão e rêmora (peixe-piolho)

A rêmora se prende ao corpo do tubarão por meio de uma nadadeira dorsal modificada em ventosa de fixação, assim ela pode ingerir restos da alimentação do tubarão e ser transportada a longas distâncias.

Comensalismo entre o tubarão e a rêmora
Comensalismo entre o tubarão e a rêmora
  • Plantas epífitas e árvores

As plantas epífitas se aproveitam da altura das árvores para conseguir se elevar dentro da floresta, conseguindo assim obter mais luz solar. Elas usam os troncos dessas árvores como substrato apenas para se fixarem, sem causar nenhum prejuízo a elas. Esse é o caso de muitas orquídeas e bromélias.

Bromélias epífitas
Bromélias epífitas

Veja também: 

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.