Como as redes sociais podem ajudar nos estudos durante a quarentena?

WhatsApp, YouTube, Instagram, Facebook e Twitter são redes sociais para se distrair e também ótimas ferramentas de estudo.

0

Por um lado, as redes sociais são sinônimos de distração e devem ser evitadas em períodos de estudo. Por outro, essas plataformas podem ser aliadas no momento de estudar, já que diversos tipos de conteúdos são compartilhados nelas.

Assim, é possível que as redes sociais sejam ferramentas úteis para os estudantes que estão sem aula durante o isolamento social. Para ajudar na tarefa de encontrar bons conteúdos nas redes sociais, confira dicas para aproveitar bem o WhatsApp, YouTube, Facebook, Instagram e Twitter nos seus estudos.

WhatsApp

Além de ser uma ótima rede social para conversar com os amigos durante a quarentena, o WhatsApp também é uma ferramenta para compartilhar conteúdos escolares.

Uma das iniciativas voltadas para essa rede social é o AprendiZap 6º — 9º ano, desenvolvido pela Fundação 1Bi com apoio do Grupo Movile, Fundação Lemann e a Imaginable Futures.

O objetivo da ferramente é disponibilizar conteúdos criados por professores parceiros para estudantes do 6º ao 9º ano do ensino fundamental.

As disciplinas trabalhadas são: Língua Portuguesa, Matemática, História, Geografia, Ciências (química e física), Inglês e Artes, seguindo a Base Nacional Comum Curricular.

Para aproveitar serviço, o estudante só precisa enviar um “oi” para o número (11) 97450-6763 ou acessar o contato por meio do link. Em seguida, é necessário ler as instruções recebidas e informar qual é o ano do aluno. A partir disso, uma trilha de 10 conteúdos, com vídeos, textos e exercícios, será enviada semanalmente ao estudante.

Os conteúdos são renovados toda semana para que a ferramenta esteja sempre atualizada. Os estudantes que entram depois podem voltar nas primeiras semanas ou acompanhar a partir do conteúdo atual. Saiba mais sobre essa iniciativa clicando aqui.

Já para os vestibulandos, é possível utilizar o WhatsApp para compartilhar conteúdos e tirar dúvidas de colegas. Também é possível conversar e descontrair com os amigos da escola ou do cursinho por vídeo, o que ajuda a cuidar da saúde mental nesse momento de incertezas.

YouTube

A plataforma provavelmente já é conhecida por muitos estudantes, pois contém um grande acervo de videoaulas gratuitas. Como muitos professores usam a rede social para compartilhar seus conhecimentos, existe muito material no YouTube de praticamente todas as disciplinas.

Além das videoaulas, é possível encontrar diversas lives (transmissões ao vivo na internet) durante o período da quarentena que abordam os conteúdos escolares, assim como atualidades. Dessa forma, o aluno pode interagir com o professor e continuar estudando em tempo real sem sair de casa.

Instagram, Facebook e Twitter

Como essas três redes sociais têm diversos assuntos, o estudante precisa de mais sabedoria para usar as plataformas em seus estudos. Sendo assim, a dica é acompanhar páginas de educação e grandes jornais para saber o que está acontecendo no mundo.

Da mesma forma que acontece no YouTube, muitos professores também possuem perfil nessas redes sociais para compartilhar conteúdos escolares e tirar dúvidas. Além da interatividade nas próprias publicações, as redes sociais também possuem o recurso de grupo, que permitem a conversa e o envio de conteúdos interessantes entre colegas.

É importante ressaltar que todas as redes sociais mencionadas não estão isentas de problemas, como notícias falsas e muitas distrações. Portanto, é essencial que o estudante saiba filtrar os conteúdos que consome, selecionar fontes confiáveis e focar nas publicações que vão de fato ajudar nos estudos.

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.