Comuna de Paris – História, causas e resultados

Os principais personagens e características do movimento iniciado em prol da implantação de um governo socialista com início na revolução proletária.

0

O governo revolucionário com base operária foi – e ainda é – o sonho de trabalhadores progressistas ao longo da História. Pois, esse ideal foi alcançado, mesmo que por pouco tempo, na França. Trata-se da Comuna de Paris.

O que foi a Comuna de Paris?

A Comuna de Paris começou com a revolução proletária parisiense e representou a primeira tentativa de criação e implantação de um governo socialista. Chamados de “communards”, os revolucionários parisienses tomaram o poder em um levante popular de natureza espontânea e orgânica visando o socialismo.

Barricadas erguidas pelos communards
Barricadas erguidas pelos communards

Compreendeu o período entre 18 de março e 28 de maio de 1871 e teve fortes influências marxistas e outras correntes de esquerda. Nesses quarenta dias, substituiu o governo republicano em atos caracterizados pelos princípios da Primeira Internacional dos Trabalhadores das massas e grupos revolucionários, além da autogestão.

Contexto histórico

Com fim da Guerra entre França e Prússia e a consequente rendição de Napoleão III, a situação em Paris ficou, praticamente, insustentável. A partir daí, foi instituída a III República que durou de 1870 a 1940, tendo Adolphe Thiers à sua frente por sete anos. Cercada pelos prussianos, a cidade vivia sob constante tensão, desconforto e revolta.

Mesmo que deputados monarquistas apoiassem a rendição, a pequena burguesia e os proletários discordavam. A pressão política fez com que estourasse uma insurreição popular em março de 1871, cuja principal consequência foi a derrubada do governo republicado. Apoiados pela Guarda Nacional, expulsaram as forças legalistas.

Começou, aí, a Comuna de Paris, governo liderado por jacobinos e socialistas. O mesmo foi instituído em 26 de março, mediante eleições democráticas por cerca de noventa membros, muitos deles, pertencentes à Primeira Internacional dos Trabalhadores.O poder seria centralizado pela Guarda, a administração pelos funcionários e as fábricas, pelos operários.

Principais causas da Comuna de Paris

  • Derrota francesa na Guerra Franco-Prussiana, com rendição assinada por Napoleão II em 1871
  • Desacordo com a rendição pela classe operária
  • Aumento de impostos para pagar dívidas de guerra
  • Burguesia dominante nos campos político e econômico sobre os operários
  • Condições de trabalho precárias da classe operária

Medidas da Comuna de Paris

O principal ideal da Comuna de Paris era promover a melhoria das condições de vida e trabalho das classes operária e dos trabalhadores de baixa renda. Por isso, suas medidas visavam atender o anseio dessas classes.

  • Ensino gratuito
  • Autogestão das fábricas geridas, então, pelos operários
  • Controle do preço da alimentação
  • Prazos ampliados para pagamento do aluguel
  • Instituição do salário mínimo para os trabalhadores
  • Medidas instituídas objetivando melhorar as condições habitacionais
  • Administração das fábricas da cidade feita pelos operários
  • Administração municipal pelos próprios funcionários públicos
  • Medidas contra o desemprego
  • Separação entre Igreja e Estado pela criação do Estado Laico
  • Bandeira vermelha adotada como símbolo nacional
  • Polícia substituída pela Guarda Nacional
  • Fábricas e residências sem uso desapropriadas
  • Fim do trabalho noturno e redução da jornada trabalhada
  • Previdência Social
  • Igualdade civil entre os sexos
  • Pena de morte abolida
  • Fim do exército regular e do serviço militar obrigatório

Fim da Comuna de Paris

O governo burguês foi destituído do poder pela Comuna de Paris e, obviamente, não ficariam quietos. Por isso, organizaram uma reação contra os revolucionários apoiados por forte aparato policial e militar.

Com isso, os líderes e integrantes da Comuna foram presos ou executados, promovendo a retomada do poder pela burguesia em 28 de maio de 1871. Chegava, ao fim, a primeira experiência de governo socialista e revolucionário composto por operários.

Você sabia?

A primeira experiência revolucionária foi em Paris mas, outras cidades francesas chegaram a estruturar governos operários, ainda que de curta duração. Como exemplo, podemos citar as cidades de Toulouse, Marselha e Lyon.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.