Confira algumas invenções antigas que a ciência não consegue explicar

Existem alguns artifícios da antiguidade que até os dias atuais não tem explicação científica.

Muitas pessoas imaginam a evolução da tecnologia como um processo linear, começando pelas máquinas mais simples e primitivas e progredindo para os veículos autônomos e inteligência artificial que temos hoje. Mas este não é o caso. Usando técnicas e conhecimentos que pareciam surgir do nada, certas culturas antigas foram capazes de criar invenções incompreensivelmente intrincadas e sofisticadas. Por isso, confira neste artigo algumas invenções da antiguidade que até hoje não possuem explicação científica.

Leia mais: Brasileiro passa em média 41 anos da sua vida online

Conheça algumas invenções antigas que estavam a frente do seu tempo

Até os dias atuais, os cientistas buscam respostas para algumas criações. Mesmo há milhares de anos, algumas civilizações foram capazes de criar artefatos que não são replicados há centenas de anos. Cientistas e historiadores estão sempre trabalhando duro para descobrir como essas invenções surgiram, mas certos segredos permaneceram ocultos ao longo da história. Veja a seguir uma lista com as mais inusitadas.

1. Fogo grego

Durante o Império Bizantino, no século VII, eles tiveram seu reino atacado por invasores e só conseguiram se proteger devido a uma arma chamada Fogo Grego, que era impulsionada por um mecanismo que não foi recriado até os dias atuais, conhecido como “sifão”. Um fator interessante a ser apresentado é que esse equipamento era capaz de continuar pulverizando o navio inimigo mesmo na água.

2. Aço de Damasco

Pelo fato de nunca mais terem conseguido reproduzir armas com o verdadeiro Aço de Damasco, ele se tornou uma lenda. Segundo contam, durante as Cruzadas, um aço de qualidade superior a qualquer outro utilizado era capaz de ser flexível, afiado e impossível de ser danificado.

3. Máquina de Anticítera

Esse item é um dos mais antigos dessa lista. Ele foi encontrado no fundo do mar em 1901 e é datado do século II da Grécia. Dessa forma, não existem muitas informações sobre ele, e ninguém conhece o seu construtor ou qual era sua finalidade. Os pesquisadores acreditam que ele servia para fazer cálculos astronômicos.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More