Críquete

O críquete foi inventado e difundido pela Inglaterra; hoje é um esporte popular nas ex-colônias inglesas e inspirou diversos jogos, como o basebol e o bete ou taco.

0

O jogo de críquete (ou cricket) remonta a um jogo rural inglês do século XV, chamado stoolball. Ele foi proibido durante um século, juntamente com outras atividades recreacionais pelo governo puritano. Por volta do século XVII, a nobreza o adotou e modificou suas regras.

O esporte foi adaptado e transformado ao longo dos anos enquanto se espalhava pelo Reino Unido e suas colônias: Paquistão, Índia, África do Sul, Nova Zelândia, Austrália, Sri Lanka, e outros.

Já teve diversas regras e sistemas, e o conjunto difuso de normas contribuiu para que fosse retirado do programa olímpico. Hoje pratica-se o formato One Day International (ODI) ou partidas de cinco dias.

Regras

O campo de críquete tem três zonas:

  • Pitch – área retangular no centro. É onde  ficam os rebatedores (batsman)
  • Extremidade – na extremidade inferior fica o lançador (bowler) e na superior localiza-se o receptor que pega as bolas.
  • Espaço interior e exterior – onde se espalham os jogadores do time que está defendendo: quatro no espaço interior e cinco no exterior; os outros dois são o lançador e receptor no retângulo.

No Brasil, muitas pessoas estão familiarizadas com o jogo de taco ou bete, que é inspirado no críquete. O fundamento é semelhante: o arremessador tem de acertar o alvo (wicket) com uma bola de cortiça e couro, e o rebatedor precisa rebatê-la e realizar um run, uma corrida, até o outro wicket e acumular pontos.

O time atacante de críquete é composto por dois rebatedores que se posicionam em frente ao wicket. Quando a bola é lançada pelo lançador e um rebatedor a acerta, o outro atacante corre. Marca-se pontos da seguinte forma:

  • 6 pontos se a bola sair do campo pelo ar;
  • 4 pontos se a bola sair do campo tocando o solo;

se a bola não sair de cmapo, os batedores marcam quantidade de pontos igual ao número de trocas de posições. As trocas (runs) cessam quando a defesa apanha a bola e a arremessa para o receptor.

Quanto ao time defensor, cada arremessador atira a bola seis vezes, formando um over. Após um over, outro arremessador arremessa a bola do outro wicket. Apenas a equipe no ataque marca pontos, mas os defensores podem eliminar os rebatedores do outro time das seguintes formas:

  • Atingindo o wicket com a bola;
  • Agarrando a bola depois de ela ser rebatida e antes de tocar o chão;
  • Tocando o “wicket” com a bola enquanto o rebatedor está correndo tentando marcar pontos.

A defesa pode enviar a bola para o rebatedor derrubar o wicket. Além disso, se o rebatedor desviar a trajetória da bola após ela ter sido rebatida, ele é eliminado.

Após dez eliminações de rebatedores, um inning é completo e os times trocam de posição. Quem rebatia passa a defender e vice-versa. Algumas partidas de críquete levam dias, já que não há limite de tempo para um inning. Os campeonatos determinam quantos innings devem ser completos para a contagem de pontos.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.