Deriva Continental

Anteriormente, todos as terras emersas formavam-se em torno de uma única massa continental. No entanto, processos endógenos deram origem aos continentes atuais.

0

O que é Deriva Continental? A deriva continental é uma teoria reconhecidamente comprovada elaborada por Alfred Wegener no ano de 1912 que afirma que, em um passado geologicamente distante, as terras emersas que compõem o nosso planeta já foram, um dia, um único continente.

Posteriormente, as proposições de Wegener foram consolidadas após o descobrimento da existência das placas tectônicas.

Deriva Continental
Deriva Continental

A grande massa original de terras que formava a superfície seca do planeta Terra é chamada de Pangeia. Com a movimentação da crosta terrestre, esse grande continente se subdividiu em outros dois ao longo de centenas de milhões de anos: a Gondwana e a Laurásia. Mais algumas centenas de milhões de anos se passaram e novas divisões aconteceram, formando o que hoje chamamos de América, Europa, Ásia, África, Oceania e a Antártica.

PUBLICIDADE

Além do fato de a crosta terrestre ser dividida em várias placas tectônicas que estão sempre em movimento, várias outras evidências comprovam a veracidade das informações prestadas pela teoria da Deriva Continental.

Alguns ancestrais – hoje extintos – de diversas espécies possuem evidências em fósseis de continentes hoje separados por imensos oceanos, de forma a ser considerada impossível a migração desses animais entre um local e o outro nos moldes cartográficos atuais. Além disso, destaca-se que várias feições litorâneas aparentemente se encaixam umas nas outras, com destaque para o litoral leste sul-americano e o oeste do continente africano.

Curiosamente, as proposições realizadas por Wegener foram prontamente recusadas pela comunidade científica de sua época. Apenas após a Segunda Guerra Mundial é que houve um avanço tecnológico suficiente para detectar e comprovar que a crosta terrestre, de fato, se movimenta continuamente. Além disso, observa-se que ainda hoje os continentes estão se movimentando, de forma que, daqui a centenas de milhões de anos, a superfície terrestre certamente apresentará uma outra aparência em seus contornos continentais.

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.