Por que o Dia Internacional da Mulher é comemorado no dia 8 de março?

Conheça os principais acontecimentos que marcaram esta data como um dia de celebração internacional pelos direitos das mulheres.

0

Diferente de muitas datas comemorativas que foram criadas e incentivadas pelo comércio, o Dia Internacional da Mulher é comemorado há muito tempo. Entretanto, a oficialização por parte da Organização das Nações Unidas (ONU) só veio em 1975.

Justamente pela antiguidade das celebrações, há indícios de que começaram antes mesmo do século XX, muitas histórias sobre a origem da data são conhecidas. Entre elas, a mais famosa é a da do incêndio de 1911, em uma fábrica na cidade de Nova York, onde cerca de 130 trabalhadoras morreram.

Este com certeza é um fato extremamente importante e relevante para a luta da mulheres, apesar disso, muitos outros acontecimentos culminaram no Dia Internacional da Mulher, tal qual como conhecemos hoje.

Por isso, o Escola Educação traçou a cronologia dos principais acontecimentos, para que você conheça um pouco da trajetória dessa luta, que é tão importante e relevante na sociedade.

É claro que durante estes anos muitas discussões e muitos outros eventos aconteceram e também colaboraram para a consolidação dos direitos das mulheres e da consequente data que simboliza as conquistas. Aqui, listamos o principais e mais citados pela história.

1908

Este ano marcou a celebração do primeiro Dia Nacional da Mulher. Ele foi comemorado nos Estados Unidos, no mês de maio. Na ocasião, mais de 1500 mulheres realizaram um protesto reivindicando igualdade na política e economia do país.

1909

Cerca de um ano depois, já em 1909, um protesto organizado pelo Partido Socialista dos Estados Unidos organizou um protesto e uma passeata com mais de 15 mil mulheres no coração de Nova York. Era 26 de fevereiro, data que foi oficializada como o Dia Nacional da Mulher no país.

Ainda no mesmo ano, mas no mês de novembro, em função de uma greve, cerca de 500 fábricas norte americanas foram fechadas. Naquela época, a principal reivindicação era em relação às condições de trabalho.

As mulheres trabalhavam seis dias por semana, muitas vezes até aos domingos. As jornadas diárias muitas vezes ultrapassavam dezesseis horas.

1910

Quase que ao mesmo tempo em que as mulheres dos EUA começavam a lutar pelos seus direitos, as europeias davam início aos primeiros movimentos. Em agosto daquele ano, durante uma reunião da Segunda Conferência Internacional das Mulheres Socialistas na Dinamarca, foi proposto um movimento voltado à luta das mulheres.

Outro ponto discutido no evento foi a criação de uma data anual para comemorar o dia das mulheres. A proposta foi aprovada por representantes de 17 nações. Aqueles eram os primeiros passos da luta para a instituição do voto universal em diversos países. Com isso, o primeiro dia oficial da mulher foi comemorado em 19 de março de 1911.

1911

Um fato que está comumente associado a data de comemoração ao Dia Internacional da Mulher, é o incêndio na fábrica da Triangle Shirtwaist, localizada na cidade de Nova York.

Em 25 de março daquele ano, em decorrência das condições de segurança precárias no local, um incêndio tomou conta da fábrica, resultando na morte de 146 trabalhadores, 125 eram mulheres.

Porém, como visto adiante, apesar de um marco na história de trabalho das mulheres, a data só seria estabelecida seis anos depois. Além disso, os registros dos primeiros protestos são anteriores a esta data.

1917

Pouco tempo depois das movimentações femininas mais acirradas, veio a Primeira Guerra Mundial, que se estendeu entre 1914 e 1918. Em meio aos acontecimentos bélicos, o ano de 1917 foi fundamental para o marco do Dia Internacional das Mulheres.

Para entender as datas, é preciso saber que naquela época a Rússia utilizava o calendário juliano. O gregoriano usado pela maioria dos países só seria adotado pelo país em 1918.

Dito isso, em 23 de fevereiro (8 de março do calendário gregoriano), mais de 90 mil trabalhadoras manifestaram-se contra o Czar Nicolau II contra a fome que assolava a Rússia durante a guerra.

O movimento seria o start para a Revolução Russa. Depois do seu fim, a data passaria a ser conhecida entre os soviéticos como o dia da “mulher heroica e trabalhadora”. A oficialização como Dia Internacional da Mulher veio somente em 1921.

1945

Quase 25 anos depois a ONU assina o primeiro acordo internacional que estabelecia os princípios de igualdade entre homens e mulheres, outro marco relacionado a conquista das mulheres.

1975

Neste ano, que foi intitulado de “Ano Internacional da Mulher” em reconhecimento às conquistas, a ONU reconhece e oficializa o dia 8 de março como o Dia Internacional da Mulher.

Entretanto, mais de quarenta anos depois desse reconhecimento, as mulheres ainda tem muito o que conquistar no que diz respeito a igualdade de gênero. Mesmo com direitos básicos, como votar e a melhoria das condições de trabalho, ainda hoje as mulheres em postos de chefia são minoria e muitas vezes possuem salários menores, se comparado a um homem que ocupa o mesmo cargo.

Por motivos como estes, em todo o mundo a data ainda é comemorada com muitos protestos. Sempre lembrando que ainda há muita coisa que precisa ser mudada, não só legalmente, mas também na mentalidade das pessoas.

Ainda hoje há muitas questões para serem resolvidas, como a violências doméstica, violência contra a mulher, as altas taxas de feminicídio e muitas outras. Em suma, é um dia para ser comemorado, mas é preciso sempre lembrar que a luta das mulheres ainda não chegou ao fim.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.