12 Doenças de pele causadas por estresse

Noites sem dormir e rotina corrida não são sinais de produtividade nem de saúde. O estresse causado faz o organismo ficar vulnerável ao ataque de microrganismos, o que reflete diretamente em problemas na pele.

A pele diz muito sobre o nosso estresse cotidiano, ela é uma das áreas mais sensíveis a ansiedade. Isso porque o sentimento de tensão faz que o organismo libere em excesso uma substância chamada cortisol, o que afeta o sistema imunológico deixando o corpo com mais chances de desenvolver doenças e infecções.

O nível alto de cortisol causa insônia, cansaço, dificuldade de concentração, perdas de memória e menstruação irregular. Ele também diminui a serotonina no corpo, substância responsável pelo prazer e bom humor, o que pode causar esgotamento mental, físico e depressão.

Todos esses sintomas são rapidamente sentidos na pele, seja por resultar em falta de brilho, aumento de oleosidade e mudança de textura que denunciam a manifestação de doenças.

Para os tratamentos de problemas de pele  é indicado o uso de pomadas antifúngicas, antibacterianas, uso de protetor solar e vitaminas. Contudo, dormir bem, pelo menos oito horas por noite, comer saudavelmente, praticar atividade física com regularidade e tomar sol em períodos de baixa incidência de raios, de manhãzinha e na parte da tarde, depois das 16h, são as soluções mais efetivas para as doenças.

Quais são as doenças de pele causadas por estresse?

1 – Acne

As espinhas e cravos são os efeitos mais comuns do estresse na pele, pois ele aumenta a produção de glândulas sebáceas o que deixa a pele mais oleosa e favorece o surgimento de acne.  A dica é: lave o rosto duas vezes por dia com sabonete neutro, use apenas produtos indicados por seu médico para a sua pele e evite abusar de doces, frituras e gorduras, que aumentam a oleosidade da pele.

2- Alergias

As células do tecido conjuntivo responsáveis pelas reações alérgicas são influenciadas pelo estresse o que aumenta o risco do surgimento de inflamações e coceiras. Como tratamento aplique camada espessa de hidratante e filtro solar na área para evitar manchas. Evite coçar as manchas e lave a região da pele afetada apenas com água fria. O uso de pomadas também é indicado, mas para isso consulte um dermatologista.

3- Furúnculo

O nódulo endurecido vermelho e dolorido com pus, comum em regiões de dobras e pêlos, como virilha e bumbum, devem ser tratados para não se tornarem feridas. Para tratamento deve ser usado antibiótico, e por meio do acompanhamento de um profissional dermatologista, o furúnculo deve ser drenado.

4 – Dermatite Seborreica

São lesões avermelhadas causadas por fungos que descamam a pele, sobretudo no couro cabeludo e na região  T do rosto.

O fungo chamado pityrosporum ovale,  se alimenta do sebo produzido pelas glândulas da pele  e causam a doença que é facilmente tratada por xampus contra caspa e oleosidade e medicações de uso oral.

Além disso, é recomendado expor a pele ao sol com filtro solar fora dos períodos de 10h a 16h.

5- Herpes

A doença é causada por estímulo do vírus que estava inativo no organismo, porém com o estresse entra em “atividade”. Quase 90% da população possui o vírus que causa bolhas e feridas principalmente na região dos lábios e na região genital. A herpes pode ser tratada pela aplicação de pomada específica no local da infecção.

6- Micose

Patologia causada por fungos que se proliferam em regiões úmidas, fechadas e quentes do corpo. O tratamento envolve o uso de pomadas, pílulas e após o banho deve-se secar bem a região invadida.

7 – Líquen plano

Várias bolinhas vermelhas surgem no corpo todo e provocam muita coceira. Cremes tópicos e anti-histamínicos ajudam no tratamento. O problema tende a desaparecer sozinho.  

8 -Vitiligo

A pele perde melanina gradativamente e acontece despigmentação resultando em manchas brancas. Pode atingir todo o corpo, principalmente os membros e ao redor dos olhos.

9 – Rosácea

São manchas vermelhas que surgem no rosto. O problema também pode apresentar nódulos, pus, inchaços e vasinhos. A exposição solar sem filtro, e em horas não indicadas, assim como o uso excessivo de álcool, piora o estado da pele.  

10 -Psoríase

Lesões avermelhadas que aparecem no couro cabeludo, nos cotovelos e joelhos e que costumam descamar. Se trata de uma doença de base genética que é agravada pelo estresse. As lesões causam coceira e pode sangrar se coçadas.

Para melhorar o problema, é importante hidratar a pele e tomar sol em horários de baixa incidência de raios solares e use hidratantes sem ureia e perfume na composição.

11- Olheiras

Efeito do cansaço e insônia causados pelo estresse, as olheiras não são doenças, mas sinais da vulnerabilidade do organismo que aparecem nitidamente na pele.

Um bom corretivo é indicado para disfarçá-las no dia a dia, além do uso de ácido tioglicólico, vitamina K , e vitamina C como clareador pode ajudar no problema. O protetor solar também evita que haja produção de melanina na região abaixo dos olhos e melhora a aparência das olheiras.

Porém dormir bem e comer alimentos saudáveis é o tratamento mais efetivo.  

12- Envelhecimento precoce da pele

O estresse desencadeia a produção de radicais livres responsáveis pelo aparecimento de linhas de expressão, rugas, manchas, diminuição de elasticidade, perda de vitalidade e brilho. Tabagismo, exposição solar em períodos não indicados, falta de hidratação, e falta de tomar água regularmente, pioram a situação da pele.

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More