Ecologia

2

A Ecologia é a parte da ciência que leva em consideração os seres vivos e as suas interações com o meio ambiente. Nela estudamos a distribuição e a abundância de seres vivos num determinado local, ou seja, com a ecologia podemos prever onde esses indivíduos ocorrem (distribuição) e o tamanho que suas populações podem alcançar (abundância). Essa é uma palavra que foi empregada pela primeira vez em 1866, por Ernest Haeckel, elaborada através da junção de dois termos gregos: “oikos” que significa casa e “logos” que significa estudo, ou seja, a ecologia é um estudo da casa ou do habitat dos seres vivos.

A natureza é tão complexa que são necessários modelos matemáticos para nos direcionar ao que realmente é importante verificar. O estudo da ecologia está diretamente ligado ao estudo da matemática, para prever a distribuição e abundância são necessárias muitas medições e estatística para sintetizar e interpretar esses dados.

O uso de modelos matemáticos também permite que essas previsões sejam testadas em diferentes contextos e sejam corroboradas (aceitas como corretas) ou refutadas (aceitas como erradas). Não se deve esquecer que esses modelos são representações abstratas e que a natureza não tem nenhuma obrigação de seguir o que eles indicam.

A ecologia é uma ciência muito ampla e para um estudioso dessa ciência é importante que entenda também um pouco de evolução, anatomia, fisiologia, genética e biologia molecular. Podemos encontrar vários ramos dentro da ecologia: autoecologia, sinecologia, demoecologia, macroecologia, ecofisiologia e agroecologia.

Autoecologia: voltada para uma espécie ou indivíduo, observando seu comportamento e adaptações em determinado meio ambiente.

Sinecologia: analisa grupos de espécies que interagem entre si e com o meio ambiente, pode ser chamada de ecologia comunitária.

Demoecologia: estuda organismos dentro de populações, pode ser chamada de dinâmica das populações, ou seja, como uma população se comporta em crescimento e adaptação biológica.

Macroecologia: caracteriza padrões de abundância e distribuição dos seres vivos avaliadas em macro escalas espaciais.

Ecofisiologia: analisa a adaptação fisiológica dos indivíduos as diferentes condições ambientais.

Agroecologia: é uma alternativa de agricultura familiar justa, sustentável e economicamente viável.

A Ecologia baseia o seu estudo em níveis de organização, com níveis hierárquicos dos mais simples até os sistemas mais complexos. Para estudarmos esses níveis, devemos primeiro entender o que é uma espécie. Por definição, são da mesma espécie indivíduos semelhantes entre si e que conseguem cruzar e gerar descendentes férteis.

Se observarmos os equinos, temos um caso interessante que envolve o conceito biológico de espécie. A mula e o burro, são resultados do cruzamento de uma égua com um jumento ou de um cavalo com uma jumenta. Daí você pode estar pensando: “Mas o que há de errado nisso? Eles são semelhantes, cruzaram e geraram um descendente”. E é ai que está o grande erro da maioria, esquecer a palavra “fértil”. A mula e o burro são indivíduos estéreis, ou seja, não conseguem formar gametas e, consequentemente, gerar um novo descendente, por isso são chamados de indivíduos híbridos já que foram formados através de dois animais de diferentes espécies.

O burro é um animal híbrido resultante de duas espécies diferentes
O burro é um animal híbrido resultante de duas espécies diferentes

Os indivíduos de uma mesma espécie tendem a viver em conjunto numa determinada área e no mesmo período, chamamos essa organização de população. Uma população pode conviver e interagir com outras populações, sejam elas da mesma espécie ou não, a isso chamamos de comunidade.

Para entendermos melhor esses conceitos, pense em uma comunidade escolar. Nessa escola temos cinco salas de aula, os alunos de cada uma dessas salas compõem uma população, pois são da mesma espécie e convivem no mesmo ambiente em um determinado período de tempo logo, temos 5 populações (contendo a mesma espécie). Essa escola tem no pátio uma plantação de roseiras, que representam mais uma população.

E todos os dias aparecem 3 cãezinhos vira-lata para brincar com os alunos, eles representam outra população. Na hora do intervalo, estarão no pátio 7 populações, algumas da mesma espécie e outras não, nesse momento há no pátio a comunidade escolar, ou seja, a união de várias populações num mesmo espaço e tempo.

Denisele Neuza Aline Flores Borges
Bióloga e Mestre em Botânica

você pode gostar também
  1. Ivone Boechat Diz

    A sustentabilidade
    humana

    Ivone Boechat

    O homem busca, em desespero, mas antes
    tarde do que nunca, a preservação do que sobrou neste Planeta. Não é
    impossível, até porque atitudes simples têm o poder de mudar o rumo de coisas
    importantes. Mas eis o impasse: por que não se começa a educar para o
    equilíbrio da ecologia humana? Quanto custa o esforço por um abraço, um
    sorriso, pela manifestação de afeto, pela demonstração do perdão?

    A Escola gasta quase todo o tempo
    destinado a ela resolvendo equações de primeiro e segundo graus e a criança
    vive refém de deveres de casa. Professores desesperados ensinam anos e anos a
    encontrar o valor de X e o jovem sai, na maioria das vezes, sem encontrar o
    valor dele mesmo. Dirão muitos que a concorrência exige tudo isso na preparação
    para a corrida desenfreada ao mercado de trabalho: passar nos concursos, nos
    vestibulares e arranjar emprego, porque geralmente só passa quem sabe mais
    equação e rebincoca da parafuseta.

    A educação tem os recursos pedagógicos
    para orientar a humanidade, ajudando a transformar conceitos. É possível mudar
    comportamentos. Quem falhou? Ao invés de ensinar só teorias, conteúdos, doutrinas,
    por que não se ensinam valores? Fé, amor, paz, união, misericórdia,
    fraternidade, solidariedade, preservação? Ensinar ao homem a ser bom é também um
    grande desafio à educação. Todas as guerras do Planeta têm origem nas
    doutrinas.

    Quando o homem
    reflorestar as ideias, podar os galhos secos da ira, regar suas raízes no
    manancial da fé, vai colher os frutos de um mundo oxigenado de amor. O homem
    equilibrado vai equilibrar o Planeta!

    (extraído do meu livro Educação-a força
    mágica)

  2. Ivone Boechat Diz

    Ecologia
    humana

    Ivone
    Boechat

    Reflorestar
    idéias,

    reciclar
    comportamentos,

    irrigar
    emoções,

    adubar
    o terreno

    dos
    perdões…

    Podar
    galhos

    ressecados

    de
    qualquer temor

    dos
    vencidos…

    aplainar

    o
    olhar social,

    buscando

    os
    excluídos, onde for,

    iluminar
    ,

    oxigenar

    e
    plantar,

    plantar
    sementes

    de
    amor.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.