Em quais situações se torna possível faltar no trabalho?

Conheça algumas situações em que o trabalhador tem direito de faltar ao trabalho sem descontar de seu salário.

As ausências no trabalho podem ocorrer com base legal e sem consequências significativas. Existem alguns tipos de faltas que são justificadas, ou seja, os trabalhadores têm plenos direitos de faltar ao trabalho sem estarem sujeitos a qualquer forma de dedução salarial, ao abrigo do artigo 473 do Código do Trabalho.

No entanto, essas faltas justificáveis, também conhecidas como abonadas, ocorrem quando o trabalhador notifica a empresa de sua ausência. Confira mais informações.

Leia mais: Você sabia? CLT tem direito a aumento de salário todos os anos

O que diz a lei?

Aqueles que trabalham no setor de recursos humanos e com todas as burocracias envolvidas na tarefa devem estar sempre atentos quando se trata da legislação trabalhista. Isso porque é a melhor maneira de garantir que sua empresa esteja fazendo a coisa certa. Assim, se tornando algo que leve ao respeito pelos direitos e obrigações de ambas as partes na relação de trabalho, entre empregador e empregado.

Artigo 437 da CLT

Veja a seguir os 12 motivos destrinchados no artigo em questão que permitem ao funcionário se ausentar do seu serviço e a quantidade de dias que ele pode ficar ausente, respectivamente.

  • Falecimento de algum familiar (até dois dias);
  • Casamento (até três dias);
  • Nascimento do filho (um dia);
  • Doação voluntária de sangue (um dia a cada 12 meses);
  • Alistamento eleitoral (até dois dias consecutivos ou não);
  • Cumprir exigências do Serviço Militar (todo o tempo necessário);
  • Realização de provas para ingresso em ensino superior (o dia necessário);
  • Comparecer em juízo (o tempo necessário);
  • Na qualidade de representante de entidade sindical, estiver participando de reunião oficial de organismo internacional do qual o Brasil seja membro (o tempo necessário);
  • Acompanhar consultas médicas de esposa ou companheira grávida (até dois dias);
  • Acompanhar filho de até 6 anos em consulta médica (um dia a cada 12 meses);
  • Realização de exames preventivos de câncer (até três dias a cada 12 meses).

É válido ter um bom discernimento

Além disso, as políticas da empresa devem ser claramente definidas para saber o que fazer em situações específicas. Por exemplo, um trabalhador pode ligar para informar que algum imprevisto ocorreu em sua casa e que deve resolver imediatamente.

Coisas desse teor não aparecem no papel das lacunas justificadas, mas a situação pode ser aceita pela empresa no centro do diálogo. Por isso, antes de penalizar algum funcionário com um corte salarial, o empregador deve usar o bom senso e avaliar as situações.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More