Enzimas

Vamos conhecer as moléculas que aumentam a velocidade das reações! Continue lendo!

0

As enzimas são proteínas responsáveis por catalisar reações químicas no metabolismo dos seres vivos.

Catalisar reações químicas quer dizer que elas aceleram a velocidade em que as reações acontecem, contribuindo para uma melhor performance do metabolismo corporal.

Apesar de serem proteínas, as enzimas não mudam sua composição química e nem podem ser consumidas pelo organismo. Ao final do processo, elas sempre estarão lá, prontas para participar de outra reação.

Sem a ação das enzimas, a maioria das reações seria muito lenta, por isso, quase todas as ações do metabolismo são catalisadas por uma ou várias enzimas.

A eficiência da ação enzimática é tão grande que, acredita-se que apenas uma molécula de determinada enzima pode converter mil moléculas do seu respectivo substrato, tudo isso gastando apenas 60 segundos.

Como a reação enzimática funciona?

Cada enzima tem seu substrato específico e atua somente em um tipo de reação. O substrato é o composto no qual a enzima irá agir.

Eles se reconhecem pelo formato tridimensional de ambos que se unem numa região chamada de sítio de ligação ou centro ativo.

Enzimas - Encaixe entre enzima e substrato
Enzimas – Encaixe entre enzima e substrato

Fatores que interferem na atividade enzimática

Alguns fatores podem alterar a atividade enzimática, podemos citar entre eles:

Temperatura

A temperatura condiciona se a reação ocorrerá rapidamente ou lentamente, ou seja, é a responsável pela velocidade da reação.

Temperaturas muito altas podem desnaturar as enzimas e fazer com que elas percam sua função. Cada reação possui uma temperatura ótima para que ela aconteça.

Concentração de acidez – pH 

Toda enzima possui uma faixa de pH em que a atividade enzimática é máxima. Fora dessa faixa a reação pode acontecer lentamente ou nem ocorrer.

Tempo

O tempo que a enzima fica em contato com o substrato determina a quantidade de reações que irão acontecer. Quando mais tempo em contato, mais produtos serão produzidos ao final da reação.

Concentração

Tanto a concentração de enzima quanto de substrato é importante para que a reação aconteça de forma eficiente. Quanto maior for a concentração dos dois, mais será a velocidade da reação também.

Classificação de enzimas

As enzimas podem ser classificadas de acordo com a reação química que elas catalisam, veja abaixo:

  • Transferases: realizam a transferência de grupos como amina, fosfato, carboxi etc.
  • Oxido-redutases: reações de redução com a presença de oxigênio.
  • Hidrolases: hidrólise de ligação covalente.
  • Isomerases: ocorre a inter conversão entre isômeros óticos ou geométricos.
  • Ligases: formam novas moléculas através da união de duas ou mais pré-existentes.
  • Liases: ocorre a quebra de ligações covalentes e a retirada de moléculas de água, amônia e gás carbônico.

Enzimas de restrição

As enzimas de restrição também podem ser chamadas de endonucleases de restrição. Elas são produzidas por bactérias e podem cortar o DNA em regiões específicas. Elas são fundamentais para a manipulação do DNA.

Ribozimas

As ribozimas são moléculas de RNA que atuam catalisando reações como se fossem enzimas. Assim como as enzimas, essas moléculas de RNA são extremamente específicas para um determinado substrato e permanecem integras após a reação.

Essas ribozimas atuam em várias etapas da síntese proteica dentro das células.

Exemplos de enzimas

Tabela de enzimas
Tabela de enzimas

Mapa mental – Enzimas

Mapa mental - Enzimas
Mapa mental – Enzimas

Clique aqui para baixar esse mapa mental em PDF!

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.