Epistasia

Você sabe o que significa epistasia? Continue lendo para entender tudo sobre ela!

0

A epistasia é um caso de interação gênica que acontece entre dois genes, que podem ou não estar no mesmo cromossomo.

Na epistasia um gene inibe a ação do outro e controla uma característica. Nesse caso, os genes podem ser de dois tipos:

  • Gene epistático: exerce ação inibitória;
  • Gene hipostático: sofre a inibição do gene epistático.

Epistasia dominante

A epistasia dominante acontece quando o gene epistático é simples, ou seja, apenas um alelo é capaz de inibir uma característica.

A pelagem das galinhas é determinada por uma epistasia dominante:

  • Alelo C: determina pelagem colorida;
  • Alelo c: determina pelagem branca;
  • Alelo I: impede a pigmentação, ele é o gene epistático dominante.

Sendo assim, para ter pelagem colorida, as galinhas não podem ter o alelo I.

Epistasia - Alelo dominante na pelagem das galinhas
Epistasia – Alelo dominante na pelagem das galinhas

Epistasia recessiva

Na epistasia recessiva, a característica só se manifesta se o alelo se apresentar em forma dupla. A pelagem dos camundongos é um tipo de epistasia recessiva.

  • Alelo C: determina pelagem preta;
  • Alelo c: em dose dupla condiciona o albinismo, ou seja, a ausência de pigmentação. Ele é o gene epistático recessivo;
  • Alelo A: condiciona pigmento amarelo;
  • Alelo a: não produz pigmento.

A junção dos alelos CA dá origem à cor acinzentada, chamada de aguti. Não existem camundongos amarelos que seriam determinados por ccA_ pois os alelos cc são epistáticos sobre o lócus A, que determina a ausência de pigmentos.

Epistasia - Alelo recessivo na pelagem dos camundongos
Epistasia – Alelo recessivo na pelagem dos camundongos

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.