Escala Celsius

Inventado em 1742 pelo sueco Anders Celsius, a escala Celsius é chamada também de escala centígrada por causa do intervalo de 100 graus entre os pontos definidos.

0

Celsius é uma escala de temperatura com o nome do astrônomo sueco Anders Celsius, que propôs pela primeira vez tal sistema dois anos antes de sua morte. O termo graus Celsius (°C) refere-se a uma temperatura específica na escala de temperatura Celsius.

A escala Celsius foi adotada como padrão para medições regulares de temperatura pela maioria dos países do mundo e por toda a comunidade científica. Em alguns os países como os Estados Unidos, no entanto, a escala Celsius é usada principalmente por cientistas e muitos engenheiros (especialmente em campos de alta tecnologia), enquanto a escala Fahrenheit é comumente usada pelo público leigo e por pessoas no governo, indústria e meteorologia.

Definição

Até 1954, 0 °C na escala Celsius foi definido como o ponto de fusão do gelo e 100 °C era o ponto de ebulição da água sob uma pressão atmosférica padrão. Essa definição simplificada ainda é comumente ensinada nas escolas.

No entanto, a unidade “graus Celsius” e a escala Celsius são agora, por acordo internacional, definidos por dois pontos: zero absoluto e o ponto triplo da água especialmente preparada.

O zero absoluto – a temperatura na qual nada poderia ser mais frio e nenhuma energia térmica permanece em uma substância – é definido como sendo precisamente 0 K ou -273,15 °C. A temperatura do ponto triplo da água é definida como sendo precisamente 273,16 K e 0,01 °C.

História

Em 1742, Anders Celsius criou uma versão “antiga” da moderna escala de temperatura Celsius, usando zero para representar o ponto de ebulição da água e 100 para representar o ponto de fusão do gelo.

Anders Celsius
Anders Celsius

Em seu artigo “Observações de dois graus persistentes em um termômetro”, ele relatou que o ponto de fusão do gelo não foi efetivamente afetado pela pressão. Ele também determinou com notável precisão como o ponto de ebulição da água variava em função da pressão atmosférica.

Ele propôs que zero em sua escala de temperatura (ponto de ebulição da água) seria calibrado à pressão barométrica média no nível médio do mar. Essa pressão é conhecida como ‘atmosfera padrão’. Em 1954, a Resolução 4 da 10ª CGPM (Conferência Geral de Pesos e Medidas) estabeleceu internacionalmente que uma atmosfera padrão era uma pressão equivalente a 1,013,250 dines por cm quadrado (101,325 kPa).

Em 1744, coincidente com a morte de Anders Celsius, o famoso botânico Carolus Linnaeus (1707 – 1778) efetivamente utilizou a escala de Celsius ao receber seu primeiro termômetro com a escala, onde zero representava o ponto de fusão do gelo e 100 representava o ponto de ebulição da água.

Nos 204 anos seguintes, as comunidades científicas e de termometria em todo o mundo se referiram a essa escala como “escala centígrada”. Temperaturas na escala centígrada eram frequentemente relatadas simplesmente como “graus” ou, quando maior especificidade era desejada, “graus centígrados”.

O símbolo para valores de temperatura nesta escala foi denominado °C. Como o termo “centígrado” também era o nome em francês para uma unidade de medida angular (um centésimo de ângulo reto) e tinha uma conotação semelhante em outras línguas, o termo “grau centesimal” era usado para não haver ambiguidade.

A 9ª CGPM e o CIPM (Comitê Internacional de pesos e medidas)formalmente adotou “grau Celsius” (símbolo: °C) em 1948. Para leigos em todo o mundo – incluindo livros didáticos escolares – a transição completa de centígrados para Celsius exigiu quase duas décadas após essa adoção formal.

Temperaturas

O termo “graus Celsius” pode ser usado de duas maneiras diferentes: Para expressar medições de temperatura e para expressar intervalos de temperatura, isto é, diferenças entre temperaturas ou incertezas nas medições de temperatura.

O intervalo de temperatura de um grau Celsius é o mesmo que o de um Kelvin. Por esta razão, na ciência (especialmente) e engenharia, as escalas Celsius e Kelvin são freqüentemente usadas simultaneamente no mesmo artigo.

Em documentos oficiais da Resolução 3 da 13ª CGPM (1967/68) e da Resolução 7 da 9ª CGPM (1948), a prática de usar simultaneamente “°C” e “K” continua sendo difundida em todo o mundo técnico.

Fórmulas de Conversão

Conversão de para Fórmula
Celsius Fahrenheit °F = °C × 1,8 + 32
Fahrenheit Celsius °C = (°F − 32) / 1,8
Celsius Kelvin K = °C + 273,15
Kelvin Celsius °C = K − 273,15
Celsius Rankine °R = (°C + 273,15) × 1,8
Rankine Celsius °C = (°R ÷ 1,8) – 273,15

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.