Falso Uber: os perigos do transporte clandestino

Prática pode pôr em perigo vida de passageiros, bem como incorrer em multas ao motorista.

Muitos motoristas encontraram no aplicativo Uber uma forma de ganhar uma renda extra dirigindo. No entanto, alguns outros motoristas se apresentam como falsos parceiros da empresa, praticando o transporte clandestino.

Por isso, hoje viemos alertar sobre os perigos do “falso Uber”, uma prática que coloca em perigo a vida de passageiros, expondo-os a risco de golpes, violências e prejuízos financeiros. Ademais, pode incorrer também em multas ou até mesmo na suspensão da carteira de motorista daqueles que oferecem o serviço de transporte clandestino.

Leia Mais: Mensagens perigosas: saiba como evitar cair em golpes de Whatsapp

Perigos para passageiros

Geralmente, os passageiros são abordados pelos “falsos motoristas” nos centro das grandes cidades. Assim, eles se apresentam como parceiros da Uber, embora não possuam o cadastro no app. Isso significa que os passageiros não possuem nenhuma informação sobre a pessoa que os conduz. Portanto, isso torna impossível denunciar caso ocorra qualquer tipo de violência.

Além disso, estar devidamente cadastrado nos aplicativos de transporte é uma garantia de que o parceiro possui habilitação. Por outro lado, não é possível sequer garantir que um motorista de transporte clandestino tenha carteira de habilitação, ou que ela esteja regularizada. Desse modo, os passageiros estarão sempre à mercê da palavra do suposto profissional, o que não é seguro e nem recomendado.

Isso também irá exercer grande influência sobre o preço das viagens, que geralmente são superfaturadas, principalmente em relação aos preços dos aplicativos. Como não há informação sobre o valor médio por essas distâncias, resta pagar o preço ofertado.

Transporte clandestino é crime

O flagra de transporte clandestino implica numa série de consequências judiciais para os motoristas. A começar por uma multa de R$ 293,47, além do registro de sete pontos na carteira de motorista, caso o mesmo possua uma. Caso contrário, a multa pode ser mais alta, pois também foi cometida infração de dirigir sem permissão.

Ademais, esse flagra também pode implicar na imputação de crimes. Por exemplo, o ato pode indicar a prática de estelionato, caso o motorista esteja tentando convencer passageiros a embarcar no seu transporte mediante fornecimento de falsa informação, nesse caso, sobre ser parceiro de um aplicativo de transportes.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More