Gírias paulistas

Gírias e expressões refletem os aspectos culturais de uma região. Confira a seguir diversas gírias de São Paulo.

Quando falamos em gírias paulistas, algumas expressões como “meu” e “mano” normalmente são lembradas primeiro. Entretanto, há dezenas de termos muito utilizados em São Paulo que podem soar estranhos para quem não é da região.

Portanto, preparamos uma lista com algumas gírias paulistas. Confira:

Gírias paulistas com a letra B

  • Bagunçado – bêbado;
  • Balada – termo usado para definir qualquer tipo de festa, até mesmo ir à casa de algum amigo;
  • Bang – coisa (pode ser usado nas mais diversas situações);
  • Bater uma xepa ou bater uma laras – comer;
  • BO – problema;
  • Bugado – pessoa que está perdida, não entendeu nada.

Gírias paulistas com a letra C

  • Camelar – andar a pé;
  • Cerva / gelada / breja – cerveja;
  • Colar – ir até um determinado lugar;
  • Cota – tempo.

Gírias paulistas com a letra D

  • Daora – algo bom;
  • Dar o corre – resolver algo;
  • Dar PT – sigla para Perda Total, acontece quando alguém bebe e passa mal;
  • Dar um pião – dar uma volta;
  • De lei – algo que é certeiro, sempre é feito;
  • Desenrolar uma fita – resolver algo;
  • Dois palitos – algo rápido.

Gírias paulistas com a letra E

  • Embaçado – uma situação difícil, perigosa.

Gírias paulistas com a letra F

  • Farol – semáforo;
  • Faz uma cara – o mesmo que “faz muito tempo”;
  • Fechou – combinado;
  • Foi mal – desculpas.

Gírias paulistas com a letra G

  • Goma – casa.

Gírias paulistas com a letra I

  • Ibira – Parque Ibirapuera.

Gírias paulistas com a letra M

  • Mano do céu – o mesmo que “meu Deus do céu”;
  • Mano – modo de chamar alguém podendo ser homem ou mulher;
  • Manjar – entender, compreender;
  • Meter o louco – beber demais;
  • Miado – algo está desanimado, com pouca gente;
  • Migué – mentira;
  • Moiô – algo deu errado;
  • Moscando – refere-se a alguém que está vacilando.

Gírias paulistas com a letra N

  • Na faixa – de graça.

Gírias paulistas com a letra P

  • Padoca – padaria;
  • Parça – amigo, parceiro;
  • Partiu – o mesmo que “vamos lá” ou “combinado”;
  • Passar batido – passar despercebido ou se livrar de alguma situação indesejada;
  • Pebolim – futebol de mesa;
  • Pipocar – dar pra trás, amarelar;
  • Pisante – sapato;
  • Pistola – bravo, nervoso com alguém.

Gírias paulistas com a letra Q

  • Quebrada – lugar, bairro;
  • Queijão – modo como os paulistas chamam homens que vão para festas apenas atrás de mulheres;
  • Quilão – restaurante que vende comida por quilo.

Gírias paulistas com a letra R

  • Rolê – expressão usada para falar sobre festas, mas também pode ser utilizada para referir-se à algo muito complicado;
  • Rolezinho – passeio.

Gírias paulistas com a letra s

  • Salve – usado como “oi”, para cumprimentar alguém;
  • Se pá – talvez, se der certo.

Gírias paulistas com a letra T

  • Tá me tirando? – forma de tirar satisfação com alguém;
  • Tá osso – o mesmo que dizer que algo está difícil;
  • Ter moral – semelhante a dizer que tem coragem;
  • Tio – termo usado para chamar alguém, da mesma forma que “mano”;
  • Trampo – trabalho;
  • Treta – briga, confusão;
  • Trombar – esbarrar, encontrar com alguém.

Gírias paulistas com a letra Z

  • Zica – má sorte;
  • ZL – expressão para falar sobre a Zona Leste de São Paulo.

Veja também:

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More