Governo Federal anuncia criação de novas vagas para o Auxílio Brasil

Acompanhe a leitura e confira os critérios de inclusão no programa social.

Recentemente, o Governo Federal divulgou a criação de aproximadamente 100 mil oportunidades para a inclusão de novas famílias no Auxílio Brasil. O informe deixou diversos brasileiros esperançosos com a possibilidade de receber o benefício ainda no mês de maio.

Leia mais: 13º salário: confira o calendário de pagamentos da segunda parcela do benefício

No entanto, após isso, não houve nenhuma confirmação oficial sobre a criação das vagas. O que se sabe é que permanecerá o modelo de inclusão automática no programa social. Assim, é necessário que as famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade social estejam devidamente inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal.

Consulte a aprovação do seu Auxílio Brasil

Aqueles que tiverem interesse podem consultar a sua situação cadastral, visto que o Governo Federal já disponibilizou uma lista com os novos beneficiários do Auxílio Brasil neste mês de maio. Vale lembrar que aqueles que fizeram parte do programa em abril não necessariamente continuarão recebendo nesta nova fase.

Isso se dá porque os beneficiários do Auxílio Brasil são periodicamente analisados junto ao Dataprev. O intuito dessa revisão é verificar o cumprimento dos critérios de elegibilidade, visando evitar fraudes e pagamentos indevidos.

Confira os critérios de inclusão no programa social

  • Possuir uma renda familiar de até R$ 89 por pessoa;
  • Possuir uma renda familiar de até R$ 178  por pessoa (em casos de famílias que tenham gestantes, nutrizes, crianças e/ou adolescentes até 17 anos em sua composição);
  • Estar devidamente inscrito no CadÚnico;
  • Estar com dados atualizados no CadÚnico por, ao menos, dois anos.
  • Crianças e adolescentes com idade escolar (entre 6 e 15 anos) precisam ter uma frequência regular nas aulas, com, no máximo, 15% de faltas;
  • No caso de jovens entre 16 e 17 anos, a falta máxima suportada é de 25% das aulas;
  • Crianças menores de 7 anos devem estar com as vacinas em dia e precisam comparecer regularmente em um posto de saúde para realizar o acompanhamento do crescimento;
  • Gestantes devem ir às consultas de pré-natal e participar das atividades educativas ofertadas pelo Ministério da Saúde sobre aleitamento materno e alimentação saudável;
  • Deve haver um monitoramento da saúde das mulheres que possuem de 14 a 44 anos de idade.
você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More