Gravidez múltipla: gêmeos univitelinos e bivitelinos

Saiba tudo sobre Gravidez múltipla, descubra a diferença entre gêmeos univitelinos e bivitelinos. Tudo sobre gravidez de gêmeos.

4

A fecundação é a união de um óvulo (gameta feminino) com um espermatozoide (gameta masculino) que dá início a formação do zigoto.

Na espécie humana, essa união acontece nas tubas uterinas. Logo após a fecundação, o zigoto passa por sucessivas divisões mitóticas que originam células filhas menores chamadas de blastômeros, que juntas formam o embrião.

O embrião leva cerca de quatro dias para se deslocar da tuba uterina até o útero, nesse período ele já possui de 12 a 16 blastômeros e passa a se chamar mórula. No útero, a mórula leva dois ou três dias para se fixar no endométrio e continuar o desenvolvimento embrionário.

Normalmente, o corpo da mulher libera apenas um ovócito secundário (que dará origem ao óvulo) a cada mês, ao contrário do corpo dos homens que liberam milhares de espermatozoides a cada ejaculação. Isso configura que uma mulher pode ter apenas um bebê por gestação. Mas nem sempre é isso que ocorre.

Durante a fase da mórula, meados do 8º dia do desenvolvimento embrionário, as células podem se dividir em dois (ou mais) grupos e formar embriões independentes. Os bebês formados a partir desse tipo de gestação múltipla são chamados de gêmeos univitelinos ou idênticos, pois vieram do mesmo embrião, tem a mesma carga genética, são idênticos e, obrigatoriamente, do mesmo sexo.

Gravidez Múltipla
Gravidez Múltipla

Essa separação pode acontecer de forma tardia e causar problemas na formação dos embriões. Na maioria das vezes o embrião que é separado tardiamente não se desenvolve até o final da gestação. Mas, em casos raros, o desenvolvimento se completa e temos os gêmeos conhecidos como siameses, aqueles em que os irmãos possuem algumas partes do corpo em comum.

A gravidez múltipla também pode ser causada porque a mulher liberou dois ovócitos secundários e os dois amadureceram em um único mês. Isso pode acontecer em virtude de distúrbios hormonais, por exemplo. Nesse caso, cada óvulo maduro será fecundado por um espermatozoide e a gravidez ocorre de forma independente para cada embrião formado.

Os bebês originados desse tipo de gestação múltipla são chamados de gêmeos bivitelinos ou fraternos, ou seja, eles não vieram do mesmo embrião, não tem a mesma carga genética, podem ou não ser parecidos (assim como irmãos que não são gêmeos) e podem ser do mesmo sexo ou não.

Gêmeos Univitelinos
Gêmeos Univitelinos

Os gêmeos bivitelinos são irmãos que nasceram no mesmo dia, mas que poderiam ter nascido de gestações diferentes se não tivesse existido a liberação de dois óvulos no mesmo mês.

Vale ressaltar que apesar dos gêmeos univitelinos terem a mesma carga genética e aparência, eles são dois indivíduos diferentes, com personalidades diferentes e que podem ter o seu fenótipo (informações genéticas com interação do meio ambiente) alterado se forem estimulados de formas distintas.

Gêmeos Bivitelinos
Gêmeos Bivitelinos

Denisele Neuza Aline Flores Borges
Bióloga e Mestre em Botânica

você pode gostar também
  1. Cinthia Diz

    Muito interessante! Consegui sanar diversas dúvidas e curiosidades que havia a respeito desse assunto.

  2. Thalita Diz

    Ótimo texto… Acabaram as minhas dúvidas sobre gêmeos que são diferentes ???

  3. Geraldo Antônio Ferreira Diz

    Minha nora está grávida de gêmeos, a matéria foi ótima e super esclarecedora, adorei. Parabéns

  4. monique Diz

    Excelente palavras. Bem colocadas e fáceis de entender, parabéns e que continue assim sempre.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.