Impressões digitais

A Impressão Digital ajuda identificar uma pessoa e a diferenciar de outras. Isso acontece porquê a marca é única. Por isso, através de vestígios deixados em cenas de crime, é possível descobrir quem foi o autor. Saiba mais sobre.

0

Existem milhares de pessoas no mundo. Cada qual com suas características. Apesar disso, existem pessoas muito parecidas, como por exemplo, os gêmeos. Como seria possível diferenciá-las? A resposta é: através da biometria.

A biometria analisa os dados biológicos. Isso através da cor dos olhos, da textura da íris, voz, impressão digital, entre outros. Vamos conhecer um pouco mais sobre a impressão digital, que também é conhecida como datilografia (processo de identificação humana através das impressões digitais). Impressão Digital

O que é impressão digital?

As impressões digitais, são pequenas elevações nas pontas dos dedos. Sua única finalidade, é a captação. Caso elas não existissem, as superfícies dos dedos seriam lisas e não seria possível segurar objetos.

A impressão digital passa a ser formada a partir dos seis meses. As linhas salientes só se desfazem quando acontecem múltiplas cicatrizes ou em casos de morte. Os desenhos são individuais. Ou seja, ninguém possui uma impressão digital parecida com a outra. Nem mesmo gêmeos.

Tipos básicos de linhas

Existem quatro tipos de linhas básicas de impressões digitais:

  • Arco;
  • Presilha interna;
  • Presilha externa;
  • Verticilo.

A partir desses desenhos, letras e números simbólicos foram formados. Concluiu-se, então, que não existem impressões digitais iguais. Por isso, são a melhor forma de usar como sistema de identificação. Melhor, até mesmo, que o DNA (afinal, gêmeos univitelinos possuem o mesmo DNA, mas diferentes impressões digitais).

Uso da impressão digital

Por ser única, a impressão digital geralmente é registrada em documentos, como identidade ou Carteira de Trabalho. Atualmente, com o avanço da tecnologia, alguns bancos ou até aparelhos telefônicos passaram a colocar as impressões digitais como forma de desbloqueio.

Além disso, a impressão digital pode ser utilizada para rastrear criminosos, através de marcas deixadas nos locais. Com isso, é possível identificar a pessoa e com as digitais escaneadas, elas são comparadas em bancos de dados.

O que é datiloscopista?

O datiloscopista é o profissional responsável por identificar as impressões digitais. Ele compara as digitais que estão disponíveis e tenta encontrar o dono de cada uma delas.

Para esse trabalho, o profissional deve ser muito cuidadoso, pois cada diferença microscópica deve ser levada em conta. Ainda mais por existirem muitas pessoas que tentam alterar a impressão digital com produtos químicos ou queimam a região por acidente. Qualquer falha na região pode atrapalhar o trabalho do datiloscopista.

Pontos característicos

Os pontos característicos são o que facilitam a identificação das digitais. Eles podem ser convergências, desvios, planuras, fragmentos, entre outros.

Além disso, existem as cristas papilares, que são os relevos existentes na epiderme da palma da mão e nas plantas dos pés. As linhas que separam as cristas papilares são nomeadas de sulcos papilares. As cristas papilares e os sulcos papilares formam os desenhos papilares.

Veja também: Quanto ganha um Policial Civil?

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.