Lanche “escondido” do McDonald’s de 1950 é encontrado por casal

Segundo Rob e Gracie Jones, eles nunca desconfiaram que havia um lanche detrás da parede do banheiro.

Muitas casas possuem uma grande história por detrás de sua construção, mas que muitas vezes sequer são percebidas pelos moradores recentes. Assim, esses “mistérios” só são parcialmente descobertos no momento em que alguma pista escapa. Foi exatamente isso que aconteceu com o casal Rob e Gracie Jones, que achou um lanche do McDonald’s dos anos 50 em sua casa.

Leia mais: Conheça a história do drone projetado por Da Vinci que saiu do papel 500 anos depois por estudantes.

Descoberta por acaso

Segundo o casal, era apenas um dia comum quando o marido, Rob, precisou trocar o antigo suporte para papel higiênico do banheiro. Mas o que seria apenas uma simples tarefa doméstica se tornou rapidamente um possível mistério. Isso porque, no momento em que Rob puxou o acessório, notou que havia um pedaço de pano enrolado dentro da parede.

Nesse momento, Rob e Gracie imaginaram que um grande mistério poderia estar diante dos seus olhos. “Imaginamos se estaríamos prestes a descobrir evidências de uma cena de crime”, conta Gracie. Porém, o alívio veio logo depois, quando descobriram que se tratava apenas de uma velha sacola do McDonald’s.

Todavia, algo os surpreendeu, que foi justamente o fato do lanche estar relativamente conservado. No caso, eram duas embalagens, sendo uma com um hambúrguer e outra com batatas fritas, ambos meio comidos. Ainda assim, foi possível identificar que o lanche estava bastante preservado.

Relíquia de lanche do McDonald’s dos anos 50

Assim que identificaram que se tratava de uma sacola de lanche, Gracie e Rob pesquisaram sobre o logotipo da sacola na internet. Qual foi a surpresa do casal ao descobrir que se tratava da embalagem dos lanches do McDonald’s em circulação entre as décadas de 1950 e 1960.

Ao seguirem com a pesquisa, descobriram também que uma loja oficial do McDonald’s existia na rua em que moram, e que a construção da loja datava do mesmo ano da construção da casa. Certamente é uma história e tanto, que o casal deve preservar na memória, embora ainda não saibam exatamente o que farão com a relíquia.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More