Conheça as mulheres que ganharam o Prêmio Nobel

Nomes como Malala Yousafzai e Madre Teresa de Calcutá estão entre as ganhadoras da premiação em um número que, ainda, é bem menor que o masculino.

0

Em julho de 2018, a paquistanesa Malala Yousafzai esteve no Brasil em evento sobre papel da educação para mulheres. A jovem de 19 anos foi a mais jovem ganhadora do Prêmio Nobel da Paz na História, graças à sua militância em favor da educação feminina, especialmente, onde o direito é rechaçado.

Malala faz parte de um grupo muito pequeno de mulheres que já recebeu a premiação. Até hoje, apenas 15 nomes femininos já configuraram entre os ganhadores do Prêmio Nobel da Paz desde sua primeira edição, em 1901.

A estatística não é diferentes nas outras cinco categorias – Física, Química, Ciências Econômicas (não exatamente um prêmio Nobel mas, uma homenagem a Alfred Nobel), Fisiologia/Medicina e Literatura.

Conheça, a seguir, as mulheres ganhadoras de todos os Prêmios Nobel da História, ao lado das realizações que culminaram no reconhecimento.

O que é o Prêmio Nobel?

O Prêmio Nobel é um conjunto de seis premiações internacionais concedidas, anualmente, a instituições e pessoas que realizaram descobertas, pesquisas ou contribuições importantes para a humanidade no ano anterior ou no curso de suas atividades.

Os prêmios compunham o desejo do cientista sueco Alfred Nobel que os estabeleceu em 1895. Atualmente, os prêmios de Física e Química são concedidos pela Academia Real das Ciências da Suécia.

A instituição concede, também, o Prêmio de Ciências Econômicas em Memória de Alfred Nobel. Não é, exatamente, um prêmio Nobel mas, é conhecido como a premiação na área de Economia.

A Assembleia do Nobel do Instituto Karolinska concede o prêmio de Fisiologia/Medicina. Já a Academia Sueca é responsável pelo prêmio de Literatura. Por fim, o Prêmio Nobel da Paz fica a cargo do Comitê Norueguês do Nobel.

Ganhadoras do Prêmio Nobel da Literatura

  • Selma Lagerlöf (1909): primeira mulher a participar da Academia Sueca.
  • Grazia Deledda (1926): prêmio concedido por “Caniços ao Vento”.
  • Sigrid Undset (1928): reconhecimento às fortes descrições da vida nórdica medieval.
  • Pearl S. Buck (1938): descrições verdadeiras da vida camponesa na China e trabalhos biográficos.
  • Gabriela Mistral (1945): primeira latino-americana a receber um Nobel de Literatura.
  • Nelly Sachs (1966): sofrimento judeu traduzido em seus poemas.
  • Nadine Gordimer (1991): obras que configuram importante voz na luta contra o apartheid.
  • Toni Morrison (1993): a primeira negra a receber um Nobel de Literatura.
  • Wislawa Szymborska (1996): olhar lírico sobre a guerra e os impactos no cotidiano
  • Elfriede Jelinek (2004): figura polêmica que explora a violência de maneira provocativa
  • Doris Lessing (2007): autora de obras de temas variados
  • Herta Muller (2009): opressão do regime comunista
  • Alice Munro (2013): obras de impacto na literatura de contos
  • Svetlana Alexievich (2015): relatos de sobreviventes da Segunda Guerra e conflitos no Afeganistão

Ganhadoras do Prêmio Nobel da Paz

  • Bertha von Suttner (1905): presidente do Gabinete Internacional Permanente para a Paz.
  • Jane Addams (1931): presidente da Liga Internacional de Mulheres pela Paz e Liberdade.
  • Emily Greene Balch (1946): presidente honorária da Liga Internacional de Mulheres pela Paz e Liberdade.
  • Betty Williams e Mairead Corrigan (1976): Fundadoras do Movimento das Mulheres para a Paz na Irlanda do Norte
  • Madre Teresa de Calcutá (1979): luta contra a pobreza na Índia
  • Aung San Suu Kyi (1991): ativista dos Direitos Humanos.
  • Rigoberta Menchú Tum (1992): campanha em prol dos povos indígenas
  • Jodi Williams (1997): trabalho pela proibição de minas antipessoais e sua remoção
  • Shirin Ebadi (2003): ativista dos direitos humanos iraniana e defensora da democracia
  • Wangari Maathai (2004): ambientalista e ativista dos direitos humanos queniana
  • Ellen Johnson Sirleaf, Leymah Gbowee e Tawakel Karman (2011): luta pelo direito das mulheres
  • Malala Yousafzai (2014): luta contra a discriminação de jovens e crianças, direito à educação

Ganhadoras do Prêmio Nobel de Física

  • Marie Curie (1903): pesquisas sobre o fenômeno da radiação
  • Maria Goeppert-Mayer (1963): descobertas relacionadas à estrutura das camadas nucleares

Ganhadora do Prêmio Nobel de Química

  • Iréne Joliot-Curie (1935): descoberta do nêutron e radioatividade artificial

Ganhadora do Prêmio Nobel de Economia

  • Elinor Ostrom (2009): análise da governança econômica dos bens comuns

Ganhadoras do Prêmio Nobel de Fisiologia/Medicina

  • Gerty Cori (1947): descobertas no processo de conversão catalítica de carboidratos
  • Rita Levi-Montalcini (1986): descobertas do fator de crescimento da epiderme
  • Gertrude Elion (1988): desenvolvimento de medicamentos para tratamento da leucemia

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.