Neomídio

O neodímio (símbolo químico Nd, número atômico 60) é um elemento metálico prateado que é um membro da série de elementos químicos dos lantanídeos.

0

O neodímio (símbolo químico Nd, número atômico 60) é um elemento metálico prateado que é um membro da série de elementos químicos dos lantanídeos. É considerado um dos “metais de terras raras”. Entretanto, não é raro quando comparado à abundância de outros metais. Constitui cerca de 38 partes por milhão (ppm) da crosta da Terra.

Ocorrência

Na natureza, o neodímio não é encontrado como um elemento livre. Se encontra em minérios, tais como areia monazite e bastnasita, que contêm pequenas quantidades de vários metais de terras raras. O neodímio também pode ser encontrado em Mischmetal, uma liga de elementos de terras raras em uma variedade de proporções naturais.

Sua proporção em Mischmetal pode chegar a 18%. É, no entanto, difícil de separar o neodímio de outros elementos de terras raras.

História

O neodímio foi descoberto pelo barão Carl Auer von Welsbach, um químico austríaco, em Viena em 1885. Ele analisou o material conhecido como didímio e separou os elementos neodímio e praseodímio.

O neodímio, no entanto, não foi isolado em forma relativamente pura até 1925. O nome neodímio é derivado das palavras gregas neos, que significa “novo”, e didymos, que significa “gêmeo”.

Hoje, neodímio é obtido principalmente por meio de um processo de permuta iônica de areia monazite, um material rico em metais de terras raras. Também é obtido por meio de eletrólise.

Características

O neodímio é um metal de transição interno (ou lantanídeo) que se encontra no período 6 da tabela periódica. Ele fica entre o praseodímio e o promécio. Tem um brilho metálico prateado brilhante. Assim como um dos metais mais raros da terra rara, rapidamente mancha no ar.

O processo de embaciamento envolve a formação de uma camada de óxido que cai, expondo o metal a uma oxidação adicional.

Precauções

O pó metálico de neodímio tem um alto nível de perigo de combustão e explosão. Os compostos de neodímio, como todos os metais de terras raras, são de baixa a moderada toxicidade. No entanto, sua toxicidade não foi minuciosamente investigada.

Os pós e sais de neodímio são muito irritantes para os olhos e membranas mucosas. Também são moderadamente irritantes para a pele. Respirar o pó pode causar embolias pulmonares e a exposição acumulada danifica o fígado. O neodímio também age como um anticoagulante, especialmente quando administrado por via intravenosa.

Ímãs de neodímio foram testados para usos médicos, tais como chaves magnéticas e reparo ósseo, mas os problemas de biocompatibilidade impediram a aplicação generalizada.

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.