O Auxílio Brasil não é mais suficiente para garantir a cesta básica

A inflação eleva os preços dos alimentos. Saiba porque o benefício não garante mais os alimentos básicos.

O Auxílio Brasil é um programa governamental de assistência financeira que substituiu o Bolsa Família, e procura dirigir políticas públicas para pessoas em situação de pobreza.

O programa é responsável pelo repasse de R$ 400 às famílias inscritas, para que elas tenham acesso a recursos como as cesta básicas. Contudo, devido à inflação, já não é mais possível garantir essa cesta de alimentos com essa quantia.

Neste artigo, abordaremos o impacto da inflação nas principais cidades do Brasil.

Veja mais: É possível que o Auxílio Brasil aumente o seu valor?

A inflação do preço dos alimentos

Se você costuma fazer as compras do mês, já percebeu que os preços estão cada vez mais elevados. Isso é uma consequência da inflação que atinge o país desde 2020, principalmente durante o primeiro semestre de 2022.

Segundo dados do IBGE, os alimentos sofreram um aumento de 8,26% no mês de abril, porém, o Auxílio Brasil não acompanha esse aumento, o que torna mais difícil adquirir a cesta básica apenas com o benefício.

Preço das cestas básicas pelo Brasil

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) realizou uma pesquisa em 17 cidades brasileiras para avaliar o preço das cestas básicas. Dentre todas as cidades avaliadas, em nenhuma delas é possível adquirir uma cesta básica por R$ 400. A cidade que mais chega perto desse preço é Aracaju – SE, com a cesta a R$ 507,82, o que supera o preço do Auxílio Brasil em R$ 107,82.

Já a cidade com a cesta básica mais cara do país foi São Paulo -SP, que tem o maior custo de vida do Brasil. Na capital paulista, a cesta custa R$ 761,19, sendo que o preço é seguido pela cidade do Rio de Janeiro – RJ, cujo valor da cesta básica chega a R$ 750,71.

De acordo com o Dieese, os brasileiros beneficiados com o auxílio não tem condições de arcar com esses valores. Portanto, uma grande parcela da sociedade está em situação de vulnerabilidade, se alimentando mal ou, realmente, passando fome.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More