Entenda como o comportamento das crianças pode indicar sofrimento na escola

Casos de tortura em escolas levantam cada vez mais preocupações para os pais de crianças pequenas.

Em abril, um caso de maus tratos e tortura em uma creche da capital paulista levantou uma série de preocupações para os pais de crianças pequenas. O ato cometido por duas funcionárias causou sofrimentos físicos e psicológicos para os alunos da escolinha, que podem ser percebidos através de algumas mudanças de comportamento.

Veja abaixo o que os comportamentos das crianças podem indicar.

Leia mais: Veja algumas dicas para ajudar a prevenir depressão em crianças

Entenda a importância do desenvolvimento das crianças na escola

Basicamente, a escola é um ambiente essencial para o desenvolvimento saudável da criança. Afinal, é nela que esses alunos terão contato com questões essenciais da vida em sociedade, como a construção de amizades, relações de respeito com seus cuidadores e compartilhamento de um espaço coletivo.

Infelizmente, o caso de maus-tratos na Escola Infantil Colmeia Mágica, na zona leste de São Paulo, despertou uma série de dúvidas em relação ao tratamento direcionado aos pequenos nesses ambientes. Nesse caso, especialistas apontam que a desconfiança também é importante, especialmente quando existem mudanças drásticas no comportamento das crianças.

Comportamentos que indicam incômodo ou sofrimento

Antes de tudo, as mudanças são normais, especialmente entre as crianças. Afinal, esse é um processo constante de desenvolvimento. Porém, muitos desses comportamentos podem ser consequência de algum desconforto em suas rotinas. No começo é até normal, visto que pode levar um certo tempo para que eles se acostumem com o novo espaço e possam se sentir seguros.

É justamente nesse período em que a atenção deve ser redobrada, pois caso os comportamentos continuem estranhos após o tempo de adaptação, pode ser um indicador de que algo está errado. Se perceber choro excessivo ao deixá-las na escola ou outro ambiente, crianças comunicativas se tornando mais retraídas, alteração no sono ou até mesmo agressividade, isso pode significar que estão em um ambiente intimidador.

Por conta disso, é indispensável analisar a forma como os profissionais tratam as crianças e avaliar o ambiente em que elas são colocadas. Além disso, ter um diálogo aberto tanto com os educadores quanto com as crianças pode ajudar a esclarecer muitos problemas.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More