O que significa mesosfera?

A região é alta demais para jatos, baixa demais para satélites e inacessível a balões meteorológicos, o que faz dela a menos compreendida camada da atmosfera.

0

A atmosfera é subdividida em cinco porções: troposfera, estratosfera, mesosfera, termosfera e exosfera. A mesosfera, portanto, é a camada atmosférica que se inicia aos 50 km da superfície e alcança os 80km.

É ali onde ocorre a queda mais brusca de temperatura (de -10 ºC na base e -90 ºC no topo), em função da queda na densidade dos gases.

Ela é densa o suficiente, entretanto, para oferecer resistência à corpos que entram na órbita da Terra. A maioria das estrelas cadentes (meteoros) que vemos são corpos celestes queimando pelo atrito com o ar na mesosfera. O ônibus espacial Columbia incendiou-se dentro da mesosfera, a uma altitude de 61 km, em 2003, durante o processo de reentrada.

Por conta dessa vaporização frequente, na mesosfera, podemos encontrar átomos e íons de metais em suspensão nessa região. A mesosfera, entretanto, não têm vapor de água e nem ozônio, o que significa que ela é constantemente bombardeada por radiação emitida pelo sol.

Luzes misteriosas

Alguns fenômenos curiosos e pouco estudados ocorrem na mesosfera. Sob as condições climáticas certas, há formação de cristais de gelo que podem ser iluminados pelo sol durante o crepúsculo formando nuvens noctilucentes (ocorre apenas no verão entre latitudes de 50 e 70º).

Na mesopausa, que se situa 90 km acima da superfície, no limite superior da mesosfera, acontece o fenômeno da quimiluminescência (ou aeroluminescência). Pela interação dos átomos ou moléculas de oxigênio com os raios cósmicos há emissão de luz que pode ser vista do solo.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.