Tudo sobre plantas suculentas – O que são, como cuidar e exemplos

As plantas suculentas vêm ganhando espaço em muitas casas por serem muito bonitas e ter um cultivo muito fácil. Conheça um pouco mais sobre essas plantas.

As plantas suculentas são plantas de fácil cultivo, necessitando de pouca rega e possuem grande capacidade de adaptação a diferentes ambientes. Existem inúmeras espécies, de diferentes tamanhos, cores e formato. Por isso, as suculentas vêm sendo muito utilizadas como decoração.

Elas são originárias de regiões de clima árido, onde predominam altas temperaturas. Devido a essa característica climática, as plantas desenvolveram adaptações para sobreviverem nesses ambientes, como pelos e espinhos, ou cera, para evitar a evaporação de água.

Características e cuidados com as plantas suculentas

Suas raízes e folhas desenvolveram um reservatório de seiva em quantidades muito maiores e, por isso, elas são mais grossas que as plantas normais. Isso lhes permite a sobrevivência e permanência em ambiente secos e áridos.

Atualmente, as plantas suculentas têm se tornado bastante populares, sendo cultivadas em muitas casas justamente por ser de fácil cultivo, não exigir muito cuidado e serem muito belas.

Porém, apesar de requerer pouco cuidado no cultivo, as suculentas necessitam de sol durante o dia, pela manhã e tarde, até porque elas são nativas de climas quentes. Além disso, são intolerantes a ambientes com sombra.

Dessa forma, elas não podem ficar em estantes, banheiros ou mesas de trabalho, pois a luz do sol e ambientes não úmidos são essenciais.

Quanto à rega, elas não podem ser regadas frequentemente, porque elas precisam de pouca água. Porém, não há um regra específica para a rega, pois tudo depende do clima e ambiente que elas estão inseridas. Entretanto, você pode observar a situação da terra e se ela estiver úmida, mesmo se for bem pouco, você não deve regar.

Outra forma de saber o momento de rega, é olhar o aspecto da folha, se ela estiver começando a murchar é hora da água. É importante nunca molhar as folhas pois elas podem apodrecer.

O solo, ou substrato, deve ser de areia, terra adubada e pedriscos em quantidades semelhantes. O ideal é que o lugar onde elas estão plantadas tenha um sistema de drenagem, como furos para a água escoar e as raízes não ficarem em contato direto com a água. Além disso, as plantas suculentas exigem um solo bem arejado e leve.

A reprodução dessas plantas, é feita com sua própria folha, que quando cai da plantas, se transforma em um novo broto no solo.

Plantas suculentas

1 Echeveria ou rosa de pedra (Echeveria elegans Rose)

Echeveria ou rosa de pedra (Echeveria elegans Rose)

Essa suculenta é originária do México e do noroeste da América do Sul, pertencente à família Crassulaceae. Ela necessita de muito sol e seu formato se assemelha com uma rosa.

Além disso, sua coloração é verde azulada ou ainda mais escura, com toques castanhos. Essa planta é muito utilizada no paisagismo em jardins de pedra, por seu aspecto similar e se desenvolvem bem em vasos e jardineiras suspensas.

2 Colar de pérolas (Senecio rowleyanus)

Colar de pérolas (Senecio rowleyanus)

É uma suculenta nativa da África que tem característica de ficar suspensa, com sua folhagem caindo para fora do vaso ou onde esteja sendo cultivada, mas também pode ser desenvolvida de forma rasteira, plantada no chão. Tem preferência por muita iluminação e de forma indireta, pois o sol danifica as suas folhas.

3 Planta de Jade (Crassula ovata)

Planta de Jade (Crassula ovata)

Essa suculenta é nativa da África do Sul e é muito associada a boa sorte, dinheiro, amizade, prosperidade, fortuna e riqueza. A planta de jade é uma suculenta de pequeno porte, necessita de iluminação meia-sombra e tem ciclo de vida perene, ou seja, apresenta grande longevidade.

4 Babosa (Aloe vera)

Babosa (Aloe vera)

A babosa é da família das Liliáceas e apresenta um caráter medicinal, cosmético e paisagístico, extremamente conhecida e utilizada no mundo inteiro. Essa suculenta apresenta um porte médio e tem preferência por locais muito bem iluminados. Suas folhas são bem longas e carnosas, tem bordas serrilhadas com pequenos espinhos.

5 Zebra ou Hawórtia Attenuata (Haworthiopsis attenuata)

Zebra ou Hawórtia Attenuata (Haworthiopsis attenuata)

Essa suculenta pertence à família Asphodelaceae. Suas folhas são grossas, triangulares, pontiagudas e formam um porte denso. Somado a isso, as folhas têm pequenas calosidades em sua superfície, formando uma espécie de listra branca no fundo verde escuro, por isso chamada de zebra.

Essa plantinha exige uma iluminação frequente, mas com cuidado, ou poderá sofrer queimaduras.

6 Flor fantasma (Graptopetalum paraguayense)

Flor fantasma (Graptopetalum paraguayense)

A flor fantasma é uma suculenta originária do México e pertence à família Crassulaceae. Seu nome popular, flor fantasma, é em decorrência de sua aparência, porque suas folhas têm tonalidades um pouco azuladas, cinzentas, esbranquiçadas e leves tons de rosa ou roxo.

Além disso, ela é revestida com um pó branco que acentua sua aparência um pouco fantasmagórica.

7 Orelha de Shrek (Crassula Ovata Gollum)

Orelha de Shrek (Crassula Ovata Gollum)

Esse tipo de suculenta pode viver bem ao sol, ficando com um contorno vermelho no topo de sua folha e ficar um pouco enrugada. Porém, é mais aconselhável que ela seja cultivada a meia sombra.

Pertence à família Crassulaceae e tem como características principais ser uma planta de pequeno porte, arbustiva, ramificada, compacta e de ciclo perene, ou seja, tem um ciclo de vida longo.

Além disso, seu nome popular se dá pelo fato de que suas folhas têm formatos tubulares de trompetas, por isso é associada a orelha do personagem Sherek .

Veja também: 

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More