O perigo que mora ao lado – 16 plantas tóxicas

Apesar de trazerem beleza aos olhos, algumas plantas podem ser perigosas ao ponto de causar vômitos, reações alérgicas e até mesmo levar à morte. Confira nossa lista com 16 plantas tóxicas que encontramos no nosso dia a dia.

0

As plantas são um atrativo a parte em qualquer ambiente. Quando bem cuidadas, são um deleite ao olhos e trazem mais beleza e harmonia aos lugares.

Entretanto, é necessário estar atento quanto às suas espécies. Muitas podem ser consideradas nocivas ao seres vivos, apresentando substâncias tóxicas em sua composição.

Mesmo não sendo muito divulgados, acontecem todos os anos no Brasil milhares de acidentes envolvendo plantas tóxicas. Isso pode ser atribuído ao simples fato de que, geralmente, as categorias de plantas mais perigosas são utilizadas para uso ornamental, em casas, ambientes de uso social, eventos e etc.

As principais vítimas são as crianças pequenas e animais domésticos. Segundo dados do Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas (SINITOX), cerca de 60 % dos casos de intoxicação por plantas acometem crianças menores de nove anos.

Para fugir dessa estatística, é preciso conhecer bem quais são essas plantas e evitar seu cultivo. Assim, confira nossa lista com 16 plantas tóxicas perigosas ao ser humano. 

Lista de plantas tóxicas e perigosas

Confira abaixo algumas das 16 plantas tóxicas mais comuns do dia a dia.

1 Euphorbia

Euphorbia

Bastante comum nas casas de fãs de plantas, as espécies desse grupo são consideradas como sendo uma das mais tóxicas. Isso se dá em razão do suco leitoso que elas produzem. 

Essa substância (geralmente branca ou transparente), em contato com a pele, pode causar irritações e queimaduras. Caso ingerida, provoca intoxicação grave. Em ambientes com crianças e animais pequenos, é necessário que a planta fique posicionada fora de alcance. 

A espécie mais conhecida e cultivada para fins ornamentais e de decoração é a poinséttia, também conhecida como bico-de-papagaio, rabo-de-arara, flor-do-natal e etc.

2 Gloriosa

Gloriosa

Essa planta chama a atenção por uma característica bem peculiar: a  mudança de cor das suas flores. Mas engana-se quem acredita que por trás de toda essa beleza não há um perigo eminente. 

Vinda das florestas tropicais, todas as partes da planta possuem uma forte substância tóxica que, em caso de ingestão, pode levar à morte. 

Felizmente, o veneno não é emanado pelo ar. Sendo assim, sua apreciação ainda é permitida para os amantes da botânica.

3 Schefflera

Schefflera

Popularmente conhecida como “planta de interior”, a schefflera faz parte da família Araliaceae.

Apesar do baixo nível de toxicidade, a espécie produz substâncias venenosas em todas as suas partes que, em contato com a pele, causa coceira e irritações; nos casos de ingestão, provocam intoxicação grave. 

4 Brovália

Brovália

De estrutura pequena, a brovália apresenta características de arbusto com presença de pequenas flores nas cores lilás, brancas e azuis. Seus parentes especimológicos são a mandrágora e a beladona. 

Apesar da aparência frágil, a planta é altamente tóxica, sendo necessário tomar algumas medidas preventivas em relação ao seu manuseio, como lavar as mãos após o contato com suas flores e folhas.

É aconselhado que em casas com crianças e animais pequenos, a brovália seja mantida em lugares mais altos.

5 Palmeira de Madagascar

Palmeira de Madagascar

Com aparência de palmeira misturada com cacto, a Palmeira de Madagascar produz um suco tóxico, expelido por suas folhas e caule. 

Há também a presença de espinhos por todo o tronco, o que pode levar à acidentes graves caso esteja próximo de locais com grande movimentação. 

Sugere-se que seu manuseio seja feito por meio de luvas e que também sejam lavadas as mãos após seu contato. 

6 Ficus

Ficus

O ficus é uma planta com forte poder alérgeno, ou seja, capaz de produzir reações alérgicas nas pessoas. Da nossa lista, é uma das menos tóxicas.

Entretanto, o suco do ficus ainda pode causar na pele irritações e queimaduras. 

7 Clivia

Clivia

Inegavelmente uma das plantas mais bonitas da nossa lista. Muito utilizada para fins ornamentais e decorativos, a clivia exibe flores coloridas (geralmente vermelhas e alaranjadas) e folhas longas e bem verdes. 

Por trás de toda essa beleza, está uma forte toxina que pode causar problemas intestinais e até mesmo paralisia, caso ingerida em grandes quantidades.

8 Manacá

Manacá

Para se ter uma ideia da toxicidade do manacá, a espécie é comumente utilizada como ingrediente para a produção de insumos indígenas durante os rituais de contato com os espíritos.

Apesar das belas flores de cores brancas e lilás, o manacá é rico em substâncias de efeito neurotóxico, ou seja, que afetam o sistema nervoso e o controle muscular.

9 Cacto Tocha Peruana (Trichocereus peruvianus)

Cacto Tocha Peruana (Trichocereus peruvianus)

Conhecido como cacto tocha peruana, as substâncias produzidas pela planta em contato com o ser humano provocam alucinações, chegando até mesmo a paralisar o sistema nervoso central.

A espécie se desenvolve em ambientes hostis, geralmente entre meio a pedras e lugares rochosos. Pode chegar a altura de 3 metros.

Acredita-se que o tocha peruana é comumente utilizado em rituais pelos índios nativos americanos por séculos, com destaque para as tribos peruanas e venezuelanas. 

10 Violeta dos Alpes ou Ciclame

Violeta dos Alpes ou Ciclame

Presente em muitas casas, a violeta dos alpes ou ciclame é uma planta de aspecto delicado e flores de perfume agradável.

No entanto, é preciso ter cuidado com os tubérculos (parte da raiz) da planta, pois estes contêm forte toxina (cíclame). Altamente perigosa para animais de estimação como gatos e cachorros, se ingerida, pode provocar irritação gastrointestinal, náuseas e vômitos.

11 Monstera (Costela-de-Adão)

Monstera (Costela-de-Adão)

Frequentemente vista em locais públicos, a monstera apresenta tamanho considerável em relação à outras plantas. Sua toxicidade está localizada nas folhas que, em contato com a mucosa, provoca queimaduras, edemas e irritações. 

Se ingeridas, prejudicam a faringe e laringe e, em casos mais graves, provoca náuseas, vômitos, queimação estomacal, asfixia, dificuldade de engolir e salivação abundante.

Em contato com os olhos, pode chegar a casos de lesão da córnea.

Também conhecida como costela-de-adão, a planta é nativa do México e pertence à família das aráceas, com características de folhas cordiformes, grandes e perfuradas. 

12 Hera

Hera

Muito utilizada para decorar sacadas de apartamentos, o que pouca gente sabe sobre a hera é que suas frutas e folhas podem ser perigosas ao ser humano. 

Produz um suco/leite que contém oxalato de cálcio, substância responsável por causar reações epidérmicas caracterizadas por erupções, eritema e formação de vesículas. 

A planta também é muito utilizada como “trepadeira” para paredes e muros das casas, graças à sua abundância de raízes e caules ramificados.

13 Prímula

Prímula

A prímula é um ótimo exemplo dos “perigos que moram ao lado” e que nem damos conta. Com seu aspecto decorativo, as plantas da espécie prímula, durante a floração, emanam substâncias tóxicas, chamadas de alcaloides.

Seus efeitos incluem náuseas e tonturas, além de reações alérgicas presente no veneno das suas folhas. 

14 Comigo Ninguém Pode

Comigo Ninguém Pode

Com o nome científico de dieffenbachia, a planta é uma das mais populares da nossa lista, chegando a ser encontrada em casas, escritórios e até mesmo hospitais e escolas. 

Contudo, isso não deveria ser regra, pois a espécie é altamente tóxica. A substância presente em todas as partes verdes da planta causam forte reações alérgicas (inchaço dos lábios, língua e perda do palato) lacrimejamento dos olhos e vermelhidão da pele. 

15 Azaleia

Azaleia

Muito utilizada para decoração de interiores em razão da sua beleza e necessidade de poucos cuidados, a azaleia também entra na lista de plantas tóxicas

Isso se dá em razão da substâncias tóxicas presentes nas suas folhas: o glicosídeo. 

Em contato com o organismo, pode causar intoxicação, seguida de arritmia cardíaca, podendo levar à morte. No entanto, para que isso aconteça é necessário que a pessoa ou animal tenha ingerido uma grande quantidade. 

Apesar disso, todo cuidado é pouco. Evite deixar a planta ao alcance de crianças e animais domésticos de pequeno porte.

16 Mamona

Mamona

A mamona é considerada como sendo uma das plantas mais perigosas do mundoSob a forma de arbusto, a espécie produz uma substância rica em ricina, presente nas suas sementes. 

A ricina em contato com o corpo causa a morte do metabolismo celular, processo químico responsável por sustentar as atividades do corpo humano. As vítimas expostas à ricina sofrem vômitos, diarreias, convulsões e, em até uma semana depois, morrem em razão da falência dos órgãos.

Os riscos sobre seu uso já foram abordados no mundo do entretenimento, como na série Breaking Bad e no livro Morte à Espreita, de Agatha Christie.

Conteúdo relacionado:

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.