Produtos perto da validade tornam-se alternativa para muitos brasileiros

A inflação está cada vez pior no Brasil e a realidade do brasileiros muda a cada mês na tentativa de conseguir vier dignamente.

De acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudo Socioeconômico (Dieese), em março de 2022, o preço do conjunto de alimentos básicos para a sobrevivência humana aumentou em todas as capitais do Brasil.

Veja também: Inflação e indexação – Conceitos próximos na economia

Essas altas expressivas ocorreram no Rio de Janeiro (7,65%), em Curitiba (7,46%), São Paulo (6,36%) e em Campo Grande (5,51%), entre outros estados. De fato, a menor variação foi registrada em Salvador (1,46%).

No entanto, em São Paulo, a cesta básica apresentou o maior custo, chegando a R$761,19, seguida do Rio de Janeiro R$750,71, Florianópolis R$745,47 e Porto Alegre custando R$734,28.

Essa dinâmica absurda nos preços fez com que as populações das classes C, D e E passassem a comprar alimentos perto das datas de vencimento, uma vez que esses produtos possuem um breve desconto (mas, na maioria das vezes, podem ser prejudiciais à saúde).

Além de ser a única saída de diversas famílias, que não recebem o suficiente para alimentar-se dignamente.

De acordo com o economista e professor universitário Ricardo Macedo, a maior procura por esse tipo de alimento está atrelada intimamente à diminuição do poder de compra do brasileiro comum mediante ao descaso da gestão do governo federal. O professor relata que “esse movimento é natural, principalmente nas classes mais baixas.

Apesar da recuperação de algumas posições no mercado de trabalho, seja de maneira informal ou de carteira assinada, o rendimento médio caiu, mas o preço dos alimentos subiu bastante. Para manter a quantidade de alimentos que está habituada a comer, a população tem optado por comprar esses produtos com preços baixos, mas que vão vencer mais rápido“.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More