Canadá oferece salário de R$ 20 mil para Professores

 O Canadá está no ranking do Pisa dos 10 melhores em Educação . Valorização do professor e descentralização das decisões tomadas quanto a Educação são os segredos do sucesso! Confira.

0

O Canadá não possui um órgão governamental central encarregado de monitorar e ditar as regras e padrões quanto à educação no país.

Ao invés disso, a educação é responsabilidade das províncias e territórios. Funciona assim: cada subdivisão possui um Departamento de Educação, que dita regras e padrões válidos para o sistema educacional da região, pensando no que é melhor para as comunidades regionais.

O Departamento de  Educação de cada província decide as regras como a idade obrigatória para crianças e adolescentes frequentarem a escola.

Lembrando que a escolaridade é obrigatória em todas as províncias. A idade em que há essa obrigatoriedade é que varia no país, geralmente iniciando-se aos 5-7 anos, e sendo obrigatória até os 16 -18 anos, ou até a conclusão do ensino secundário –  o que contribui para uma taxa de alfabetização de mais de 99% no Canadá.

Ainda, estima-se que 94% dos alunos de Ontário frequentem escolas públicas. Como resultado dos investimentos em educação, o Canadá está entre os dez países do mundo com os melhores desempenhos no ranking do Programa para Avaliação Internacional de Alunos, o PISA, como é conhecido na sigla em inglês.

Valorização do professor

O salário médio dos educadores canadenses de escolas públicas na região de Ontário, onde está localizada a cidade de Toronto, é de R$ 20 mil por mês.

Contudo, na contramão do Canadá, o Brasil paga um dos piores salários do mundo aos seus professores. E, recentemente, fez bloqueios de R$ 5,7 bilhões de verbas para todas as etapas da educação. Na última edição do PISA, o Brasil ficou em 63º lugar, entre 70 países avaliados.

Veja também:

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.