O Segredo da Longevidade: Pesquisadores estudam a alimentação japonesa

Segundo levantamentos, a cada 100 mil japoneses, 48 são pessoas que já passaram dos 100 anos de idade.

Você sabe qual o segredo da longevidade? No Japão, a alimentação é muito diferente da nossa aqui do ocidente. Enquanto por aqui existe um excesso de carne vermelha e fritura, os japoneses têm dietas baseadas em frutos do mar e vegetais. Com isso, alguns cientistas começaram a pesquisar e acreditam que esse seria o segredo da longevidade que o país ostenta.

Leia Mais: Azeite com limão em jejum: conheça benefícios para a saúde.

O Japão conta com um número relativamente grande de centenários. De acordo com os últimos levantamentos, a cada 100 mil habitantes do país, 48 são pessoas que já passaram dos 100 anos de idade. Para desvendar o mistério de uma velhice saudável, pesquisadores se debruçam sobre a dieta japonesa em busca de respostas concretas.

Uma alimentação saudável

Estudos recentes da Universidade Tohoku, em Sendai, demonstraram a possível relação entre a alimentação saudável e a longevidade. Nesta pesquisa, alguns ratos de laboratório foram alimentados com uma dieta tipicamente japonesa. Nesses animais, foi observado que os níveis de gordura no abdômen e colesterol era pequena.

Já outro grupo de ratos foi alimentado com uma dieta bem americana, e mesmo ingerindo as mesmas quantidades de gorduras e proteínas, o resultado foi o contrário. Com isso, foi possível sugerir que a preferência do arroz sobre o trigo e dos peixes sobre a carne vermelha apontam para uma melhoria na saúde.

Outros estudos feitos com humanos já haviam demonstrado anteriormente que a dieta japonesa estava relacionada à perda de peso e à diminuição de colesterol e do diabetes, o que contribui para uma maior expectativa de vida.

Preparo da Alimentação

No entanto, os pesquisadores não restringiram suas pesquisas apenas aos alimentos em si, mas também aos preparos, que também tem grande diferença entre o oriente e o ocidente. Por exemplo, frituras são verdadeiras raridades na dieta básica e rotineira de japoneses, ao passo que são muito comuns nos Estados Unidos e também no Brasil.

Assim, batatas que seriam fritas aqui, no Japão são feitas no vapor. Outra questão também é a quantidade de porções alimentares. Os japoneses contêm um maior número de refeições ao dia, porém em menores quantidades, enquanto no ocidente ocorre o inverso, com poucas refeições exageradas.

Além disso, destaca-se também o raro uso do açúcar no preparo dos alimentos, bem como o do sal. Aparentemente, os japoneses estão interessados em experimentar mais o sabor genuíno dos alimentos e, com isso, ganham a longevidade almejada.

Certamente essas informações nos fazem repensar a nossa própria alimentação. Então, envie essa matéria para seus amigos para que mais pessoas reflitam sobre seus hábitos alimentares e descubram o segredo da longevidade.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More