Quando devemos trocar de emprego?

Muitas vezes estamos insatisfeitos com nosso local de trabalho. Porém, antes de trocar de emprego, é necessário levar em consideração alguns critérios. Leia mais!

No mundo do trabalho, independente se existe uma crise econômica ou não, o fluxo movimenta-se. Nesse sentido, acontece que atualmente muitas pessoas estão descontentes ou insatisfeitas com o local onde trabalham por diversos motivos.

Isso se deu principalmente em função da pandemia, que nos proporcionou uma reflexão que pouco fazíamos: rever a necessidade de uma pausa para repensar nossas vidas, inclusive nossa atividade profissional. Dessa forma, o que devemos levar em consideração para mudarmos de emprego?

Leia também: Pequena reforma trabalhista pode acabar com o seguro-desemprego e multa do FGTS do trabalhador

Antes de mudar de emprego, é necessário ater-se a alguns fatores. De início, é importante compreender a empresa de uma forma mais detalhada, levando em consideração seu propósito, cultura, oportunidades de desenvolver-se dentro dela etc. A cultura corporativa é um dos pontos intangíveis, pois é através dela é possível perceber se há coerência no que se prega e se pratica.

É preciso também analisar as perspectivas e potencial do negócio, bem como o equilíbrio entre a vida profissional e pessoal, fundamental para a saúde física e emocional e demais pilares da nossa vida. Equilibrar essas duas partes da vida é extremamente importante para manter-se motivado e produtivo.

Outro elemento fundamental a ser considerado está ligado ao deslocamento e ao trânsito para chegar ao local de trabalho, visto que a qualidade de vida tem sido um fator fundamental nas escolhas de muitos profissionais.

Considere todas as variáveis

Prezar por um ambiente de trabalho com clima saudável, com espírito de equipe e espaço para a construção da confiança é fundamental e faz toda a diferença. Um ambiente com falta de confiança e pouco democrático não é capaz de suportar um trabalho em equipe.

Também devem ser levadas em consideração as perspectivas de carreiras, além da remuneração e benefícios. A mobilidade interna deve ser pensada ao trocar de emprego. Empresas com pouca mobilidade em relação aos cargos não são benéficas para trabalhadores que estão sempre em desenvolvimento. Ademais, os benefícios podem fazer uma bela diferença se você pensar em saúde e cursos que alavanquem os seus conhecimentos, transformando-os em competências mais desenvolvidas.

Desta forma, é importante dizer que todos esses elementos não são facilmente encontrados em qualquer empresa. Todavia, é essencial avaliar todas essas variáveis, visto que, geralmente, cabe a nós sermos mais criteriosos possível, além de investigativos em relação à empresa que estamos escolhendo. Afinal de contas, só você sabe o que está passando e sua necessidade de trocar de emprego, ou não.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More