Quando usar pelo qual, do qual, o qual e cujo?

Saiba agora qual a forma correta de utilizar pelo qual, do qual, o qual e cujo. Além disso, confira também alguns exemplos.

0

É muito comum surgirem dúvidas sobre como aplicar as regras da Língua Portuguesa. Isso acontece principalmente pela riqueza de detalhes inclusas em nosso vocabulário.

Pensando isso, explicamos qual a forma correta de utilizar pelo qual, do qual, o qual e cujo. Pode parecer simples, mas são facilmente confundidos e encaixados em contextos diferentes.

Confira a seguir quando usar pelo qual, do qual, o qual e cujo.

Quando usar qual

O  pronome qual pode ser encaixado em diversos contextos. Um desses, é substituindo o substantivo ou o mencionando. Lembrando que “qual” sempre deve vir acompanhado de uma preposição. Estas são: “pelo”, “do” e “o”.

Saiba quando utilizá-las nos exemplos a seguir:

  • O qual

Falamos sobre um assunto estranho / O assunto sobre o qual falamos é estranho.

Nesse caso, “o qual” menciona o substantivo “assunto”. O verbo não precisaria de uma preposição.

  • Pelo qual

Eles estão passando por um problema / Esse é o problema pelo qual eles estão passando.

Pode-se observar que “pelo qual” menciona o substantivo “problema”. Porém, nesse caso é necessário uma preposição. No caso, “pelo”.

  • Do qual

Estou falando de um assunto muito importante / Este é o assunto do qual estava falando.

No caso, “do qual” se refere ao substantivo “assunto”. O verbo precisa da preposição “do”.

Quando usar cujo

A palavra cujo é um pronome relativo. Este serve para se referir à posse e sempre é acompanhado por um substantivo. Essa palavra também possui variações, como cujos, cuja e cujas.

Confira um exemplo de quando utilizar cujo:

Não gosto de escolas muito caras. Os alunos são muito esnobes / Não gosto de escolas caros, cujos alunos são muito esnobes.

Veja também:

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.