Quanto ganha um fotógrafo?

Um fotógrafo pode se especializar em várias áreas, entre elas fotografias de eventos, books, fotografias artísticas, entre outras. A remuneração pode variar de acordo com o estado, uma vez que a profissão ainda não é regulamentada.

0

A fotografia certamente é uma das mais belas artes, não é mesmo? Quem não gosta de eternizar momentos únicos e assim garantir boas lembranças? Infelizmente, nem todos temos habilidades com as imagens, e é para isso que existem os fotógrafos, profissionais capazes de perceber o mundo de maneira diferente e transmitir essa sensibilidade para a fotografia. Em um mundo em que quase todos nós temos celulares com câmeras digitais, é enorme o número de fotógrafos amadores, mas se você quer seguir na carreira e ser requisitado nesse mercado de trabalho, precisa se qualificar para receber uma remuneração de acordo com seu talento.

Fotografar exige mais do que o simples dom; exige técnica e aperfeiçoamento. As câmeras profissionais disponibilizam uma variedade enorme de recursos, recursos que apenas serão bem aproveitados se você se dispuser a aprender como utilizá-los. É por esse motivo que cada vez mais os cursos de fotografia, sejam eles técnicos ou superiores, são procurados por aqueles que desejam se profissionalizar na área. Além de ter um bom equipamento, é preciso saber como captar imagens com perfeição, habilidade que será alcançada depois de muito estudo e dedicação.

Mas, será que a profissão de fotógrafo é estável e, principalmente, rentável? A resposta para essas perguntas dependerá do seu grau de qualificação. É possível se especializar em várias áreas, entre elas fotografias de eventos, books, fotografias artísticas, etc. Basta que você escolha aquela que lhe trará mais prazer ao desempenhar o ofício, afinal de contas, não basta ganhar bem, é preciso estar satisfeito com a profissão escolhida.

Os fotógrafos podem trabalhar de maneira autônoma, abrindo suas próprias empresas, ou ainda prestando serviços para outras. Há também quem opte por oferecer suas produções para agências, jornais, revistas e outras publicações, sem falar daqueles que trabalham no cinema e produções televisivas e, dependendo da escolha feita, os rendimentos podem variar.

As possibilidades de atuação dos fotógrafos resumem-se em:

  • Fotojornalismo;
  • Moda e decoração;
  • Banco de dados;
  • Estúdio;
  • Fotografia publicitária;
  • Retratos e eventos;
  • Produção de vídeos, tv e cinema.

Mas afinal, quanto ganha um fotógrafo?

A remuneração do profissional da área é definida pelos sindicatos de fotojornalismo, ou ainda pelas associações de fotojornalistas, esta última regulamenta o salário dos profissionais que atuam em caráter freelancer. A média salarial sofre variações de acordo com o estado, haja vista que a profissão ainda não é regulamentada: no estado de São Paulo, por exemplo, o salário inicial para profissionais da categoria é de R$ 2.500.00, mas podem ultrapassar, de acordo com a formação do profissional, os R$ 10 mil mensais. Parece convidativo, não? Veja agora as principais tabelas de remunerações defendidas pelos sindicatos da categoria:

Fotojornalismo:

  • Saída (até 3 horas): R$ 432,00
  • Jornada (até 5 horas) R$ 654,00
  • Diária de Viagem: R$ 1.104,00
  • Plantão (até 7 horas): R$ 1.104,00
  • Diretor de Fotografia: R$ 2.037,47 por semana
  • Fotógrafo de Cena (Still): R$ 869,97 por semana

Fotojornalismo Editorial:

  • Saída de até 3 horas: R$ 547,00
  • Diária de até 5 horas: R$ 872,00
  • Diária de viagem: R$ 1.499,00

Fotojornalismo Institucional:

  • Saída de até 3 horas: R$ 845,00
  • Diária de até 5 horas: R$ 1.343,00
  • Diária de viagem: R$ 2.278,00

Para aumentar as chances de conseguir um bom salário, o profissional deve investir em cursos técnicos e, se possível, superiores. Hoje, existem mais de vinte faculdades de Fotografia regulamentadas em todo país, curso que demandará quatro anos de formação, ótimo para quem quer obter conhecimentos teóricos e práticos. Entre as disciplinas do curso estão o Fotojornalismo, a Fotografia Publicitária e a Direção Fotográfica e de Moda. Veja algumas universidades autorizadas pelo MEC que oferecem o curso de Fotografia:

  • Universidade Estácio de Sá (UNESA) – Privada
  • Universidade Cidade de São Paulo (UNICID) – Privada
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS) – Privada
  • Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial de São Paulo (SENAC SP) – Privada
  • Panamericana Faculdade de Arte e Design – Privada

Mas, se você ainda não pode pagar por um curso superior, vale a pena iniciar seus estudos com cursos online de Fotografia, além de cursos técnicos, oferecidos por instituições como o SENAC, que disponibiliza um dos melhores cursos do país. Não perca tempo, comece já a se profissionalizar para conseguir uma boa colocação no mercado de trabalho!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.