Quanto ganha um pediatra? O que faz, como se tornar pediatra, salário

Quer trabalhar como pediatra? Conheça as atribuições do cargo, como se tornar um profissional, em que funções pode trabalhar e o salário de um pediatra.

0

O que faz um pediatra?

A pediatria é área da medicina que se dedica ao cuidado de crianças e adolescentes, desde o nascimento até os 18 anos, em todos os aspectos, envolvendo a saúde, a prevenção e o tratamento de doenças.

Aleitamento materno, vacinas, prevenção de acidentes, acompanhamento do crescimento e orientação para o melhor desenvolvimento desses pacientes são algumas das atribuições de um pediatra.

Como se tornar um pediatra? 

Para se tornar pediatra, o médico formado precisa se especializar na área, por meio de uma pós-graduação e residência médica com duração mínima de dois anos.

Após a especialização o  médico deve se registrar no Conselho Regional de Medicina (CRM) do estado onde irá trabalhar.

Geralmente, a residência médica é remunerada alcançando o valor de  R$ 2.976 mensais.

O médico pediatra pode optar por fazer especialização em várias áreas, como:

  • Administração em Saúde
  • Imunologia Pediátrica
  • Cardiologia Pediátrica
  • Endocrinologia Pediátrica
  • Gastroenterologia Pediátrica
  • Infectologia Pediátrica
  • Medicina do Adolescente
  • Neonatologia
  • Neurologia Pediátrica
  • Nutrologia Pediátrica

Quanto ganha um pediatra?

Dependendo de sua especialização dentro da área,  a remuneração do médico pediatra varia muito se ele atua como autônomo, assalariado, funcionário público ou professor, e também da região do país em que o profissional trabalha.

De acordo com o site de empregos Catho,  a média salarial brasileira de um pediatra é de R$ 5.584, com valores que podem variar entre R$ 1.645 e R$ 12.000.

Os médicos pediatras podem tirar seus rendimentos das seguintes atividades:

  • Consultório ou clínica própria;
  • Trabalhar na rede pública de saúde;
  • Órgãos de fiscalização;
  • Atuar em clínicas de terceiros;
  • Atuar em hospitais privados;
  • Lecionar em universidades;
  • Exercer a função de pesquisadores em institutos e laboratórios;
  • Gerenciar unidades de saúde;
  • Ou combinar mais de uma dessas atividades.

Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), a profissão não é uma das mais bem remuneradas carreiras DA medicina. Sendo que o pediatra ganha muito mais por consultas individuais do que pela realização de procedimentos complexos.

Contudo, para médicos de qualquer especialidade, com jornada de 20 horas semanais, a Federação Nacional dos Médicos (Fenam) recomenda um salário mínimo de R$ 11.675.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.