Quanto Ganha Um Perito Judicial?

Trata-se de uma carreira promissora, com altos salários em que não é necessário prestar concursos, basta ter diploma de nível superior.

0

A Perícia Judicial é um campo que trouxe um mundo de diferentes áreas do conhecimento para dentro dos processos judiciais. Isso porque indivíduos com formação em vários setores de estudo podem atuar nesse ramo, desde que tenham um diploma de nível superior.

Esses profissionais podem ganhar satisfatoriamente bem. Além disso, encontram um mercado de trabalho amplo e que por isso, desperta atenção e interesse das pessoas.

Ficou curioso? Confira agora quais as funções e o salário desses profissionais.

O que faz um perito judicial?

Perícia Judicial nada mais é do que a produção de provas com a finalidade de pesquisar e informar a verdade sobre determinados fatos através de laudos. Estes são emitidos pelo Perito Judicial, que é um profissional detentor do diploma de nível superior ou munido de conhecimento técnico, científico ou artístico.

Algumas das áreas de atuação são:

  • Perito Judicial Avaliador de Imóveis;
  • Perito Judicial Trabalhista;
  • Perito Judicial Administrador;
  • Perito Judicial Imobiliário;
  • Perito Judicial Engenheiro;
  • Perito Judicial Contábil;
  • Perito Judicial Assistente Social;
  • Perito Judicial Fisioterapeuta, entre outros.

Geralmente, o perito é convocado pela Justiça para fornecer o seu parecer técnico sobre determinados processos judiciais dos mais diversos tipos: pessoas físicas, jurídicas, órgãos públicos, etc.

Quanto ganha um perito judicial?

Podendo depender de seus honorários, um ocupante do cargo de Perito Judicial inicia a carreira ganhando salário médio de R$ 3.584,00. Contudo, pode vir a ganhar até R$ 9.215,00, sendo sua média no valor de R$ 5.473,00.

Como se tornar perito judicial?

Para ingressar na área de perícia judicial não é necessário concurso público ou vínculo com alguma empresa e/ou instituição. É preciso apenas que esteja em posse do diploma de nível superior – incluindo nível tecnólogo e devidamente cadastrado no registro do conselho de classe CREA, CRC, CRA, CORECON, CAU, CRM, CRECI, etc.

Ademais, basta conhecer o procedimento de nomeação como perito, juntar toda documentação necessária como currículo e eventuais certidões (como de antecedentes criminais) e apresenta-las na vara judicial que você pretende atuar.

Veja também: 

Quanto ganha um Advogado?
Quanto Ganha Um Contador?
Gestão Pública: O que Faz e Quanto Ganha?

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.