Saiba quem tem direito a receber o Auxílio Inclusão do governo e como solicitá-lo

O Auxílio Inclusão garante R$ 606 por pessoa, mas é preciso estar dentro dos requisitos para receber. Saiba quais são eles.

O Auxílio Inclusão é um programa do Governo destinado para os cidadãos brasileiros que possuem alguma deficiência e que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC), e também para os que fizeram parte do programa há pelo menos 5 anos. No intuito de incentivar a independência financeira dos beneficiários, esse programa passou por algumas mudanças. Por isso, confira agora quem tem direito ao Auxílio Inclusão.

Leia mais: Auxílio emergencial voltará mesmo em abril?

Entenda mais sobre o Auxílio Inclusão

Essa ajuda é vista como uma forma de encorajar pessoas que possuem algum tipo de deficiência a serem independentes e a encontrarem trabalho sem perderem os seus rendimentos.

Este benefício é regulamentado pela Portaria Dirben/INSS nº 949, de 18 de novembro de 2021 e concedido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Dessa forma, é destinado um valor de meio salário-mínimo para o beneficiário. Assim, em 2022, esse valor corresponde a R$ 606.

Quem tem direito a receber a esse benefício?

Todos os beneficiários ou ex-beneficiários do BPC que ingressaram no mercado de trabalho formal nos últimos cinco anos e recebem menos de dois salários-mínimos têm direito ao auxílio inclusão.

Essas pessoas receberão meio salário mínimo como incentivo para entrar e permanecer trabalhando. Assim, o benefício também será pago enquanto estiverem empregados, ou seja, os valores do salário e do benefício serão somados. Para ter acesso, além de ingressar no mercado de trabalho, a pessoa deve ser registrada no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico) e estar com os dados atualizados no site.

Além disso, é preciso que o CPF do cidadão também esteja regularizado perante o órgão competente. Outro requisito ao qual é importante ficar atento para solicitar o Auxílio-Inclusão é preencher as condições de manutenção do BPC de forma correta, principalmente no que tange a renda familiar.

Sendo assim, essas pessoas poderão fazer a solicitação por qualquer meio de comunicação da INSS, como site, canal telefônico 135, ou pelo aplicativo “Meu INSS”. Além disso, para quem deseja fazer isso pessoalmente, é possível fazer a solicitação em um dos postos de atendimento do INSS.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More