Tartaruga-de-pente

0

A tartaruga-de-pente (Eretmochelys imbricata) é uma tartaruga-marinha ameaçada de extinção, que pertencente à família Cheloniidae.

É a única espécie existente no gênero Eretmochelys. A espécie possui distribuição mundial, com subespécies do Atlântico e do Indo-Pacífico.

Características

A aparência é semelhante à de outras tartarugas marinhas. Em geral, tem uma forma de corpo achatada, uma carapaça protetora e membros semelhantes a nadadeiras, adaptados para nadar em mar aberto. Sua cabeça é alongada, afunilada e termina em uma boca semelhante a um bico.

Enquanto muitas tartarugas vivem parte da suas vidas no oceano aberto, esta passa mais tempo em lagoas rasas e recifes de coral. As tartarugas-de-pente adultas normalmente crescem até 1 metro de comprimento, pesando cerca de 80 kg em média.

Habitat

Tartarugas marinhas adultas são encontradas principalmente em recifes de corais. Elas são geralmente vistas descansando em cavernas e saliências e em torno desses recifes ao longo do dia.

Como uma espécie altamente migratória, elas habitam uma grande variedade de habitats, desde o oceano aberto até lagoas e até mesmo manguezais em estuários.

Alimentação

A tartaruga-de-pente é um animal onívoro. As esponjas do mar são sua principal fonte de alimento. No entanto, como muitos esponjívoros, eles se alimentam apenas de espécies selecionadas, ignorando muitas outras. Além de esponjas, se alimentam de algas, cnidários, águas-vivas e anêmonas do mar.

Comportamento

Não se sabe muito sobre o comportamento da Tartaruga-de-pente. A fase pelágica possivelmente dura até que as tartarugas atinjam cerca de um a três anos. Já a maturidade sexual ocorre em torno de dois a quatro anos de idade.

Reprodução

Esse animais acasalam-se bianualmente em lagoas isoladas de ilhas remotas ao longo de seu alcance. As praias de nidificação mais significativas estão no México, Indonésia e Austrália.

A época de acasalamento geralmente se estende de abril a novembro. Após o acasalamento, as fêmeas arrastam seus corpos pesados ​​para a praia durante a noite.

Elas limpam uma área de detritos e cavam um buraco usando suas nadadeiras traseiras. Em seguida, colocam os ovos e os cobre com areia. Cada ninho contém cerca de 140 ovos. Após o processo, a fêmea retorna ao mar.

Os filhotes de tartaruga, geralmente nascem pesando menos de 24 gramas. Os ovos eclodem à noite após cerca de dois meses. Esses recém-nascidos são de cor escura e com carapaças em formato de coração medindo cerca de 2,5 cm de comprimento. Eles rastejam instintivamente para o mar, atraídos pelo reflexo da lua sobre a água.

Conservação

As tartarugas marinhas, incluindo a E. imbricata, são espécies ameaçadas devido a seu crescimento, maturidade e taxas reprodutivas lentas. Muitas tartarugas adultas foram mortas por seres humanos, tanto acidentalmente quanto deliberadamente.

Sua existência está ameaçada devido à poluição e perda de áreas de nidificação por causa do desenvolvimento costeiro.

Em 1982, a Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN listou essa tartaruga como criticamente ameaçada de extinção. Dados fornecidos pelo Marine Turtle Specialist Group (MTSG) mostraram que a população mundial da tartaruga-de-pente havia diminuído em em 80% e nenhum aumento populacional significativo ocorreu desde 1996.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.