The Mandalorian: Afinal, Baby Yoda tem um planeta natal?

Com os eventos do fim da primeira temporada, crescem as teorias que buscam explicar o planeta natal de uma das criaturas mais mitológicas da franquia Star Wars.


*Atenção! Antes de começar a leitura deste texto, saiba que ele contém spoilers da segunda temporada de The Mandalorian. 

Com o lançamento da plataforma de streaming Disney+ no Brasil, já é possível acompanhar os episódios da série The Mandalorian (em português, O Mandaloriano). Para quem não é muito ligado no universo de Star Wars (Guerra nas Estrelas), o nome diz respeito à parte de um clã que se originou no planeta Mandalore.

Quem assistiu ao final da primeira temporada da série viu que Din Djarin (Pedro Pascal) foi incumbido pela líder dos guerreiros Mandalorianos a “reunir [a Criança] com sua própria espécie”. Cumprindo fielmente a promessa, Djarin deu início aos eventos que acontecem atualmente durante a exibição da segunda temporada.

Vale mencionar que também foi revelado no capítulo 13: O Jedi, disponível no Disney+, o nome verdadeiro do Baby Yoda, que na verdade se chama Grogu. Outros detalhes sobre o passado da criatura mitológica da franquia de Guerra nas Estrelas revela que ela foi criada no Templo Jedi em Coruscant e contrabandeada durante a Grande Purificação Jedi.

Por todos esses acontecimentos do passado da Criança, muitos pontos acabaram sendo esclarecidos para boa parte dos fãs, ao passo que levantou questões ligadas ao verdadeiro objetivo da missão de Din Djarin. Isso porque o Mandaloriano busca devolver a criatura para seu planeta natal.

Teoria sobre contrabando de Baby Yoda

Tendo como base os acontecimentos de Star Wars, Grogu deve ter nascido por volta de 41 BBY, ou seja, 41 anos antes da Batalha de Yavin, representada no começo da primeira trilogia de Guerra nas Estrelas nos cinemas. Pelos cálculos, ele estava com 22 anos quando a Ordem Jedi foi destruída.

Em The Jedi, como revelado por Ahsoka, muitos mestres participaram do treinamento da Criança enquanto ela esteve durante anos no Templo. Motivo, inclusive, que pode explicar suas habilidades em relação ao controle da Força.

Outro ponto é que, geralmente, os Jedi são doutrinados na Ordem desde muito jovens, até acabarem sendo recrutados após um Jedi sentir seus poderes emergindo.

O contrabandista de Grogru, contudo, provavelmente sabia quem ele era e talvez por isso o escondeu. Se esse for o caso, por que ele não foi devolvido para seu povo de origem? E qual a razão de ele ter sido abrigado pelos mercenários Nikto em Arvala-7?

Todos esses questionamentos geram confusão quando tentamos associar a origem de Baby Yoda. Uma das teorias diz que a razão pela qual Grogu reprimiu seus poderes e toda sua memória durante a época de seu exílio foi pelo fato de que seu ex-protetor sabia que ele não possuía nenhum planeta natal.

Há ainda a hipótese de Grogu ser da mesma espécie de Yoda. No universo de Star Wars, isso se entende já que Din Djarin não consegue mais identificar indivíduos da espécie de Grogu, tal qual sua origem.

Com tantos detalhes ainda não revelados, não há como negar que o planeta natal de Grogu teria sido o melhor lugar para escondê-lo.

Planeta natal de Grogu de fato não existe?

Em meio a tantas suposições relacionadas ao pequeno Grogu, há uma ainda mais improvável: de que o contrabandista não fosse um Jedi e que, de fato, estava aquém a todos os eventos da história. Contudo, a teoria perde força visto que, para se tornar um protetor, a pessoa deve ter conhecido a Criança bem o bastante para enxergar nela as habilidades e poderes.

Se realmente o planeta de Grogu não existe, outra explicação verossímil pode ser observada nas ações de Yoda, que não procurou seu povo após a queda da República.

Foi explicado em The Clone Wars que a conexão de Yoda com Dagobah tinha como origem sua comunhão contínua com o já falecido Mestre Jedi Qui-Gon Jinn. Porém, sempre ao ser questionado sobre a verdadeira origem do seu planeta, assim como de sua espécie, Yoda preferia manter isso em segredo ao fazer de Dagobah sua nova casa.

Os eventos relacionados à reviravolta em The Mandalorian também podem ganhar novos rumos com Djarin sendo parte de uma religião guerreira que não é determinada pela raça de origem.

Além disso, por Grogu ter sido abandonado, assim como Djarin quando criança, poderia fazer com que a Criança abraçasse uma nova herança, “sua nova espécie”, como mencionado por Armorer durante a primeira temporada.

Criado por Jon Favreau, os episódios da série The Mandalorian são disponibilizados todas as sextas-feiras no Disney+.

Leia ainda: 20 Melhores filmes cult da história do cinema brasileiro e mundial

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More