Toninha – Características, Habitat, Comportamento e Reprodução

Saiba quais são as características, locais onde vive, comportamento, regime alimentar e modo de reprodução da toninha.

0

A toninha (Pontoporia blainvillei) é uma espécie de golfinho e um dos menores mamíferos marinhos. Pode ser encontrado em águas costeiras do Atlântico, no sudeste da América do Sul.

É um membro do grupo dos golfinhos fluviais e o único que vive nos estuários do oceano e na água salgada, em vez de habitar exclusivamente os sistemas de água doce.

Áreas comerciais que criam escoamentos agrícolas ou zonas industrializadas podem afetar a saúde da Toninha, animal que representa a saúde do mar na região em que vive.

Características

A toninha é a única espécie do gênero. Também é amplamente conhecido como Franciscana. Esse animal tem o maior focinho (em proporção com o tamanho do corpo) de qualquer cetáceo. Os machos crescem até 1,6 metros e as fêmeas até 1,8 metros.

O corpo é de cor marrom acinzentado, com uma parte inferior mais clara. As nadadeiras também são muito grandes em comparação com o tamanho do corpo e são muito largas, mas estreitas na junção do corpo, por isso são quase triangulares.

Toinha Pulando

Esse golfinho possui dentição homodontária, com dentes em formato cônico. O número de dentes varia de 48 a 61 em cada lado da mandíbula superior e inferior.

A toninha pesa até 50 quilos e vive por até 20 anos. A maturidade sexual é atingida entre dois a três anos. As fêmeas têm um ciclo reprodutivo de dois anos. Os filhotes nascem com comprimento de 70 a 75 cm após uma gestação de 10 a 11 meses. As fêmeas podem dar à luz até os cinco anos de idade.

Reprodução

A toninha atinge a maturidade sexual em torno de dois a três anos para ambos os sexos. A maioria dos golfinhos nasce por volta de setembro a fevereiro, durante a primavera e o verão austral. A toninha tem um período médio de gestação de cerca de 11 meses.

Há evidências que sugerem que a toninha tem um ciclo reprodutivo de dois anos.

Comportamento

O animal é muito discreto – se move muito suave e lentamente – e pode ser difícil de detectar a menos que as condições do estuário sejam muito calmas.

Ele geralmente vai nadar sozinho ou em pequenos grupos. As toninhas comem pelo menos 24 espécies diferentes de peixes, dependendo de quais tipos são mais comuns no lugar onde vivem.

Elas também comem polvo, lula e camarão. Esses animais são, por sua vez, caçados por baleias assassinas (orcas) e várias espécies de tubarões.

Habitat

É encontrado nas águas costeiras do Atlântico no sudeste da América do Sul, incluindo o estuário do rio da Prata. Sua distribuição varia do Trópico de Capricórnio, perto de Ubatuba, no Brasil, ao sul da Península Valdés, na Argentina.

Conservação

É afetado por fatores como a destruição do habitat e a poluição da água. Restos de plástico e material sintético foram encontrados no conteúdo estomacal desses animais. Mais de 90% da população de toninhas da Baía de Guanabara foi perdida em três décadas.

As áreas comerciais frequentemente têm escoamento agrícola ou zonas industriais que são prejudiciais à saúde da espécie.

Os resíduos e a poluição dessas áreas levam à degradação do habitat e substâncias químicas tóxicas nos peixes que as toninhas comem levaram a diminuição da espécie. Está listado como “Vulnerável” na Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.