Tudo que você precisa saber sobre o Uacari-Branco

Descubra os hábitos, modo de vida e características de um dos primatas mais misteriosos da Amazônia, o Uacari-Branco (Cacajao calvus).

0

Vários animais usam cores para atrair parceiros, inclusive algumas espécies de macacos. Embora nem sempre os especialistas entendam por que uma cor específica é atraente para certas espécies, no caso do Uacari-Branco (Cacajao calvus) isso é bem distinto.

O Uacari-Branco não tem pelos na cabeça. Seu rosto é vermelho e quanto mais chamativo o rosto estiver, maior a probabilidade de ele ser escolhido como companheiro. Isso ocorre porque os uacaris vivem em áreas propensas à malária. Quando desenvolvem essa doença, seus rostos ficam muito pálidos. Ter um rosto vermelho mostra que o animal está saudável.

Características

A característica mais marcante do Uacari-branco é o seu rosto vermelho e cabeça sem pelos. Como dissemos, a cor do seu rosto é um sinal de boa saúde – animais doentes desenvolvem rostos pálidos. Eles têm pelos compridos e espesso que podem variar entre o branco ou vermelho, dependendo da subespécie.

Seu comprimento do corpo é entre 38 e 57 centímetros. Sua cauda pode atingir entre 14 e 18,5 centímetros e seu peso varia de 3 a 3,5 kg.

Habitat

Pode ser encontrado em uma região de floresta tropical muito limitada na América do Sul. Especificamente, eles foram encontrados em partes do Peru, Brasil e Colômbia. Suas florestas são pantanosas e úmidas, então passam a maior parte do tempo em árvores. O habitat úmido e pantanoso é a razão pela qual a malária é um problema.

Dieta

Como muitas espécies de macacos, os uacaris são onívoros, o que significa que eles comem plantas e animais. Sementes e frutas compõem a maior parte de sua dieta. No entanto, eles também comem insetos, folhas e flores. Ser um onívoro torna mais fácil encontrar comida na estação chuvosa e na estação seca, quando há menos recursos.

Reprodução

O processo de reprodução dessa espécie é bem lento. Eles dão à luz a um filhote a cada dois anos. A época de acasalamento é entre outubro e maio. A gestação dos filhotes tem período desconhecido.

Conservação

Esta espécie é classificada como vulnerável pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN). Uma classificação vulnerável significa que eles provavelmente se tornarão ameaçados em breve se nada for feito a respeito. Seu declínio populacional tem como consequência à perda de habitat. No entanto, eles também são caçados por sua carne e os bebês são capturados e vendidos como animais de estimação.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.