Veja como descobrir se alguém está lendo suas mensagens no WhatsApp

Em todos os casos, a principal dica é restaurar o aparelho em casos de suspeitas. Se houver um spyware (software espião) em seu celular ele será removido.

Até que ponto suas redes sociais estão seguras? Essa é uma pergunta básica, mas que poucas pessoas se fazem. Há ainda quem tenha a sensação de estar sendo espionado. Aliás, não é nada incomum desconfiar que existe alguém vasculhando suas mensagens no WhatsApp. Neste caso, a dúvida que surge é: como saber se estou sendo monitorado?

Leia mais: Veja quais aparelhos receberão a versão atualizada do Android 11

Primeiramente, vale destacar que acessar informações pessoais sensíveis de outras pessoas é crime. Portanto, não importa se é um amigo ou parente, o espião sempre estará infringindo as leis.

Agora, é preciso entender que existem basicamente duas formas de ser espionado. Pode ser que alguém tenha acesso ao seu dispositivo ou conta e, neste caso, não precise de um software. Mas o espião também pode estar utilizando um programa para ter acesso às informações.

Encerre a sessão no WhatsApp Web sempre

Se você utiliza o WhatsApp Web, por exemplo, sempre cancele a conexão após o uso. Do contrário, qualquer pessoa que usar a mesma máquina poderá ter acesso às suas mensagens.

Contudo, se este não é o caso, certifique-se que ninguém tenha acesso fácil ao seu celular. O problema pode ser facilmente resolvido com cadastramento de senhas e códigos para desbloqueio. É recomendado utilizar a biometria digital para dificultar a espionagem.

Em todos os casos, a principal dica é restaurar o aparelho em casos de suspeitas. Se houver um spyware (software espião) em seu celular ele será removido. Entretanto, ao restaurar o aparelho para as configurações de fábrica, todos os arquivos serão perdidos. Por isso, faça um backup do que for mais importante.

Mais uma vez, após restaurar o dispositivo utilize um bloqueio de tela seguro. Dessa forma, é possível garantir que ninguém mais esteja te espionando.

No caso em que o espião de fato é uma pessoa próxima, os cuidados devem ser redobrados. É bem difícil manter o acesso ao aparelho totalmente fora de alcance. Essa tarefa fica ainda mais complicada quando o “inimigo” é alguém de confiança.

Não informe suas senhas

Nesses casos, é importante saber que sua privacidade deve sempre ser mantida. Por isso, não informe suas senhas ou dê acesso ao aparelho para outras pessoas.

Relações conjugais abusivas costumam ter esse tipo de interação entre os envolvidos. Um dos dois solicita ou ordena ter acesso às redes sociais do outro. Procurar por uma terapia e por ajuda judicial é altamente recomendado em situações assim.

Por fim, existem aplicativos que tiram fotos de qualquer um que tentar desbloquear sua tela. Procure por uma opção confiável. Contudo, esta ferramenta pode não ser suficiente para resolver a situação.

Do mais, preze pela sua individualidade em níveis saudáveis. Existem informações que dizem respeito exclusivamente a você. Saiba delimitar espaços nas relações pessoais e tome cuidado com downloads suspeitos pelo celular.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More