3 teorias ‘absurdas’ de Stephen Hawking que eram verdadeiras

De buracos negros à origem da formação do universo, teses contrapostas do físico britânico se mostraram corretas no fim das contas.

O físico teórico e cosmólogo britânico Stephen Hawking mudou a forma como enxergamos o universo e suas variações. Com uma carreira de mais de cinco décadas, o cientista, que enfrentou doenças debilitantes, impressionou o mundo com suas teses e artigos até pouco antes da sua morte, aos 76 anos de idade.

Veja também: 5 melhores filmes e séries para maratonar no fim de semana

Apesar de figurar no cenário da vanguarda intelectual da física, Hawking também ficou conhecido por apresentar teorias bizarras ou extravagantes demais para as épocas em que foram apresentadas. Mas assim como no cinema, as reviravoltas acontecem também na vida real.

Isso porque, muitas das teorias de Hawkings tidas como “absurdas” demais acabaram sendo comprovadas ao longo do tempo. Elas vão desde a formação do universo até buracos negros. Saiba mais a seguir:

1. Tese sobre o Big Bang

A teoria de Hawkings aponta que o universo teria sido originado de um ponto infinitamente pequeno e denso, chamado de “singularidade”.

O pensamento vai contra a ideia do “estado estacionário”, que dizia que a expansão do universo era contínua e infinita.

Atualmente, a descrição feita por Hawkings é universalmente aceita na comunidade científica.

2. Teoria da Radiação

No ano de 1974, Hawking desenvolveu a teoria de que a gravitação gerada por um buraco negro é poderosa, sem que nada pudesse escapar dela, nem mesmo radiação eletromagnética ou luz.

A teoria ficou conhecida como “Radiação Hawking”. Isso porque, ao explicar a teoria quântica, o físico britânico descobriu que existia radiação térmica vindo de buracos negros, que podem inclusive sumir do mapa de forma instantânea.

Na época em que foi divulgada, a ideia fico impedida de comprovação devido a restrições tecnologias, já que era impossível rastrear a origem de um buraco negro.

Contudo, um experimento do Instituto de Tecnologia Technion-Israel possibilitou a criação de um buraco negro em laboratório, que comprovou de fato a teoria da radiação de Hawking décadas depois.

3. Buracos negros existem

Um dos assuntos mais debatidos por décadas, com origem na teoria da relatividade geral de Einstein, o tema “buraco negro” recebeu atenção especial de Hawking.

No começo dos anos 70, o físico associou duas equações de Einstein com as da mecânica, algo que possibilitou transformar a teoria matemática em algo mais real e concreto.

Para Hawking, o buraco negro era um outro tipo de singularidade, que surge quando uma estrela entra em colapso completo em torno da sua própria gravidade.

A teoria do físico só foi comprovada no ano de 2019 depois de imagens diretas de um buraco negro obtidas pelo telescópio Event Horizon virem à tona. Elas traziam dados de uma matéria supermassiva escondida no centro da galáxia Messier 87.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More