Saiba como Alexa consegue imitar a voz de familiares falecidos

Uma nova função tem sido testada na Alexa para que ela consiga imitar a voz de parentes mortos.

Por mais estranho que pareça, a Amazon revelou recentemente um recurso que permite que seu assistente virtual, a Alexa, imite as vozes de pessoas que já faleceram. Rohit Prasad, cientista responsável pela IA da empresa, realizou a demonstração dessa função. Ela aconteceu na conferência anual MARS e deixou muitas pessoas chocadas.

Se você quiser saber mais sobre como funcionaria o novo recurso no qual Alexa consegue imitar vozes de parentes falecidos é só continuar lendo este artigo.

Leia mais: Deep web contém dados de milhões de brasileiros à venda

Novo recurso da Amazon poderá permitir que Alexa imite vozes de parentes falecidos

Prasad apresentou a ideia do novo recurso em uma conferência que deixou muitas pessoas surpresas. Na voz de sua avó falecida, o vídeo mostra um garoto pedindo para Alexa ler um texto da literatura clássica, o Mágico de Oz. Ao fazer isso, a IA obedeceu rapidamente e respondeu ao comando com naturalidade.

O item é exibido apenas por um breve período de tempo, mas desperta a curiosidade dos espectadores e provoca uma série de outras emoções. Como tal, Rohit Prasad enfatiza o quão crucial é para Alexa e outras inteligências artificiais terem características humanas, especialmente durante pandemias quando muitas pessoas perderam alguém que amavam.

Como funciona o novo recurso?

De acordo com a apresentação, os sistemas de IA podem aprender a imitar a voz de uma pessoa com apenas um minuto de áudio gravado. Ou, em outras palavras, não seria difícil para alguém usar uma mensagem de voz de várias maneiras, independentemente de alguém ter falecido ou não.

No entanto, a Amazon ainda não confirmou se esse recurso seria disponibilizado aos usuários no futuro. Pode ser algo destinado a testes ou para uso com outras ferramentas Alexa, por exemplo.

Por isso, nessa situação, o ideal é não perder nenhuma atualização do equipamento e ficar por dentro dos comunicados oficiais e conferências da empresa. Afinal, essa nova ferramenta pode ser bastante interessante para alguns usuários.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More