As Sete Maravilhas do Mundo Antigo

Grande Pirâmide de Gizé, é a única construção pertencente a lista das sete maravilhas do mundo antigo que ainda pode ser visitada. As outras construções não resistiram a ação do homem e do tempo.

1

O que são as sete maravilhas do mundo antigo? As sete maravilhas do mundo antigo fazem parte de uma lista de monumentos arquitetônicos artísticos construídos na Antiguidade.

Segundo os historiadores ela foi elaborada na Grécia antiga no período de 150 a 120 AC, no entanto existe uma divergência em relação à sua autoria. Uns acreditam que ela foi criada por um escritor grego chamado Antípatro, ela aparece descrita em uma de suas poesias. Já outros dão os créditos da autoria ao engenheiro grego chamado Philon, chegaram a essa conclusão devido a lista aparecer em um livro escrito por ele, “De Septem Orbis Miraculis”.

Apesar das controvérsias, uma coisa é certa: os gregos foram os primeiros a divulgar as sete maravilhas do mundo. A Grécia exerceu grande influência na Antiguidade Clássica através da arte produzida por seus artistas, os gregos desenvolveram uma cultura que perpetuou ao longo do tempo influenciando outras civilizações.

A beleza de suas obras expressa a criatividade artística desse povo, o fascínio que eles nutriam pelos deuses e heróis da mitologia grega influenciaram no desenvolvimento de uma cultura fortemente ligada a religião.

Os gregos presavam pela perfeição no desenvolvimento de sua arte, a aproximação com o realismo se expressava na utilização de cores vivas na decoração de palácios e templos religiosos, apesar de toda técnica e dedicação as artes plásticas e terem listados os monumentos mais belos da antiguidade clássica, os gregos possuem apenas um monumento descrito na lista das sete maravilhas do mundo antigo: “Estátua de Zeus”.

Os demais monumentos estão localizados em outras regiões: As Pirâmides de Gizé e o Farol de Alexandria, no Egito; Os Jardins Suspensos da Babilônia, na região que corresponde atualmente ao Iraque; O Colosso de Rodhes, na Ásia Menor; o Templo de Ártemis e o Mausoléu de Helicarnasso, em Éfeso.

Esses monumentos comprovam não só a genialidade artística dos povos da antiguidade clássica, mas demonstram também a habilidade técnica para a construção de monumentos tão complexos em uma época que não se podia contar com o uso da tecnologia. Confira quais são as sete maravilhas do mundo antigo:

As sete maravilhas do mundo antigo

  1. A Grande Pirâmides de Gizé

A Grande Pirâmides de Gizé

Dos monumentos pertencentes a lista das sete maravilhas do mundo antigo, A Grande Pirâmide de Gizé é o único que ainda pode ser visitado, os outros sucumbiram a ação do homem e do tempo.

Construída no Egito, cerca de 4.500 anos atrás, A Grande Pirâmide de Gize faz parte de uma das três pirâmides de Gizé. Apenas ela foi considerada uma maravilha do mundo antigo, a obra simboliza o respeito e a veneração dos egípcios em torno da figura do faraó.

A construção da pirâmide foi encomendada pelo Rei Quéops que pretendia utilizá-la para abrigar o seu sarcófago, os egípcios acreditavam em uma nova existência após a morte, por isso havia toda uma preocupação com o lugar onde o corpo seria depositado.

A grandiosidade das pirâmides demonstra o domínio técnico e arquitetônico dos antigos egípcios, segundo os historiadores cerca de 100.000 homens foram utilizados em sua construção.

  1. O Farol de Alexandria

O Farol de Alexandria
O Farol de Alexandria – Representação 3D – Autor: Emad Victor SHENOUDA

Durante muitos anos, a existência do farol foi contestada por alguns historiadores, mas sua veracidade foi comprovada após seus destroços terem sido encontrados próximo ao porto de Alexandria, no Egito no fundo do Mar Mediterrâneo.

Foi idealizada por Ptolomeu no ano 280 a.C. e construída pelo arquiteto e engenheiro grego Sóstrato de Cnido na ilha de Faros. Sofreu um abalo no ano 365 da era cristã após um terremoto, desabou totalmente em 1302.

  1. Estátua de Zeus em Olímpia

Estátua de Zeus em Olímpia

Construída no século V a.C. pelo ateniense Fídias, em homenagem a Zeus, o mais poderoso dos deuses gregos. A estátua foi idealizada pelo governante Péricles (495-429 a.C.) e tinha como objetivo adornar o templo do deus grego.

A construção foi edificada na cidade de Olímpia, conhecida por ser o berço dos Jogos Olímpicos. Acredita-se que foi destruída no ano 462 da era cristã após ter sido atingida por um terremoto.

  1. Os Jardins Suspensos da Babilônia

Os Jardins Suspensos da Babilônia

Os jardins teriam sido construídos no ano 600 a.C durante o governo do rei Nabucodonosor em homenagem a sua esposa Amytis . A construção foi edificada as margens do rio Eufrates, na Mesopotâmia, região que hoje corresponde ao Iraque.

Entre as sete maravilhas do mundo antiga é a que causa mais controvérsia entre os estudiosos devido à falta de vestígios que comprovem a sua existência.

O geógrafo grego Strabo, descreveu os jardins no século I A.C.:

“Isto consiste abobadados terraços levantados uns sobre os outros, apoiada em pilares cúbicos”. Eles são ocos e preenchidos com terra para permitir o plantio de árvores de grande porte. Os pilares, abóbadas e terraços são construídos com tijolos ateados fogo e asfalto. ”

  1. Colosso de Rodes

Colosso de Rodes

Estátua do deus grego Hélios colocada na entrada marítima da ilha grega de Rodes, próxima ao Mar Mediterrâneo. Sua construção foi finalizada em no ano 280 a.C, os historiadores acreditam que o farol representado nas mãos da estátua que tinha como função iluminar as embarcações noturnas, os pés de Colosso ligavam as margens da ilha.

Apesar de ser considerada uma das sete maravilhas ficou exposta por apenas 55 anos, afundou após um terremoto e foi resgatada pelos árabes no século VII quando estes invadiram a região.

  1. O Templo de Ártemis

O Templo de Ártemis

O templo foi construído em Éfeso, região da atual Turquia com a finalidade de homenagear a deusa Ártemis, o monumento ganhou destaque pela imponência da construção. Segundo os historiadores, 200 anos foram necessário para que ele ficasse pronto.

A história do templo é marcada por vários incidentes, sua construção iniciou no ano 550 a.C, a deusa que deu nome a ele era a protetora da caça e dos animais selvagens, o lugar foi transformado em ponto turístico pelos viajantes que visitavam o local para oferecer presentes a Ártemis. Foi destruído em 356 a.C, o rei Alexandre da Macedônia tentou reconstruí-lo no ano de 323 a.C, mas a sua morte no mesmo ano colocou fim ao projeto.

  1. Mausoléu de Halicarnasso

Mausoléu de Halicarnasso

O termo mausoléu é uma derivação do nome de Mausolus, governante da Caria, um reino integrante do Império Persa. A construção do monumento foi iniciada em 353 a.C e tinha como finalidade servir de sepultura para Mausolus, rei que se tornava cada vez mais poderoso.

A construção foi edificada na cidade de Halicarnasso, atual Turquia, o rei morreu antes que a obra fosse finalizada, sua mulher Artemísia II deu continuidade à construção, mas ela também morreu antes da sua finalização. Sua conclusão ocorreu no ano de 350 a.C, pelos arquitetos gregos Pytheos e Satyrus. Um terremoto teria destruído o monumento entre os séculos XI e XV.

Lorena Castro Alves
Graduada em História e Pedagogia

Leia também: As sete maravilhas do mundo moderno

PUBLICIDADE

você pode gostar também

  1. Jonatas Kalebe Diz

    #minhapsora

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.