Bacia do Rio Uruguai – Mapa, Principais rios e Dados

Localizada na Região Sul do Brasil, a região hidrográfica ocupa 2% de todo o território do país e possui grande importância econômica

0

 

A Bacia do Rio Uruguai (ou Bacia do Uruguai) é uma das bacias hidrográficas brasileiras. A área leva o nome por ser a região de drenagem do Rio Uruguai e de seus afluentes, ou seja, o local onde ocorre o escoamento superficial de água até se chegar ao curso d’água.

Principais características

Localizada na região sul do país, a bacia ocupa o sul de Santa Catarina (27% do estado) e quase todo o Rio Grande do Sul (73%). Fora do Brasil, está  presente no norte do Uruguai e leste da Argentina. Tem uma aréa total de 385 mil km², o que corresponde a cerca de 2% do território brasileiro. É a menor bacia hidrográfica brasileira.

Juntamente com as bacias hidrográficas Paraguai e Paraná, a Uruguai faz parte da Bacia Platina ou Bacia do Rio da Prata. É também sub-dividida em quatro sub-bacias de nível 1, as quais são divididas em 10 sub-bacias de nível 2.

  • Sub-bacia do Rio Uruguai – Trecho Alto
  • Sub-bacia do Rio Pelotas
  • Sub-bacia do Rio Canoas
  • Sub-bacia Uruguai (trecho) Nacional
  • Sub-bacia do Rio Uruguai – Trecho Médio
  • Sub-bacia do Uruguai 1 (Turvo e outros)
  • Sub-bacia do Rio Ijuí
  • Sub-bacia Uruguai 2 (Butuí, Piratinim e outros)
  • Sub-bacia do Rio Quaraí (e outros)
  • Sub-bacia do Rio Ibicuí
  • Sub-bacia do Rio Santa Maria
  • Sub-bacia Uruguai 3 (Ibicuí)
  • Sub-bacia do Rio Negro

A Bacia do Rio Uruguai possui um alto potencial hidrelétrico, de cerca de 16.500 megawatts. Na região estão instaladas quatro usinas, todas no Rio Uruguai:

  • Usina Hidrelétrica de Itá
  • Usina Hidrelétrica de Machadinho
  • Usina Hidrelétrica Foz do Chapecó
  • Usina Hidrelétrica Binacional de Salto Grande

Além da produção de energia realizada nas hidrelétricas, a Bacia do Rio Uruguai também contribui com a indústria agrícola, principalmente no cultivo de arroz, soja, feijão,  milho (lavouras temporárias) e trigo, erva mate, maçã e uva (lavouras permanentes). A criação de bovinos, suínos e ovinos também se beneficia da região hidrográfica.

Em certos pontos da bacia, há conflitos entre o uso da água dos rios para irrigação e abastecimento urbano e impactos ambientais causados pelo despejo de resíduos industriais. Suscetível às enchentes, quando estas acontecem, as populações ribeirinhas do Rio Uruguai são as mais prejudicadas.

Rio Uruguai

O Rio Uruguai nasce na Serra Geral, em Santa Catarina, a partir da junção das águas dos rios Pelotas e Canoas. Sua foz, ou seja, onde seu curso acaba, é no rio da Prata,  estuário (braço de mar que se forma pela desembocadura de um rio) dos rios Uruguai e Paraná.

Seu curso tem 2.200 km² de extensão e é dividido em três partes: alto rio Uruguai, médio rio Uruguai e médio baixo rio Uruguai.

Principais afluentes

(Mapa: Reprodução / Ministério Público Federal)

Os principais afluentes do Rio Uruguai são:

  • Rio Negro
  • Rio Chapecó
  • Rio Passo Fundo
  • Rio Peixe
  • Rio Várzea
  • Rio Peperi-Guaçu
  • Rio Ijuí
  • Rio Ibicuí
  • Rio Quaraí

 

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.